Descansem comigo

#743 Descansem comigo
Leitura: Marcos 6:30-32

Vídeo: https://youtu.be/diS5K_4b8HM

Quando os discípulos voltam da missão à qual haviam sido enviados de dois em dois, é provável que estejam sentindo um misto de entusiasmo e decepção. Digo isto se o sentimento for igual ao de alguém que hoje sai para levar a Verdade. A rejeição já havia começado, e a morte de João Batista era um sinal disso. Hoje quem sai levando a Verdade deve se preparar para colher alegrias, mas também tristezas diante da incredulidade e rejeição.

Em países pagãos você corre o risco de sofrer perseguição física por causa da superstição e idolatria. Alguns até proíbem a evangelização em locais públicos. Mas nos países chamados cristãos a perseguição será mais psicológica, porém também gerada por superstição e idolatria. Dois mil anos foram suficientes para transformar o cristianismo, aos olhos do mundo, em uma religião como as outras, com rituais, regras e costumes.

“Os apóstolos reuniram-se a Jesus e lhe relataram tudo o que tinham feito e ensinado. Havia muita gente indo e vindo, a ponto de eles não terem tempo para comer. Jesus lhes disse: ‘Venham comigo para um lugar deserto e descansem um pouco’. Assim, eles se afastaram num barco para um lugar deserto.” (Mc 6:30-32).

É comum alguém voltar de uma missão e fazer um relato aos irmãos para mostrar os resultados da viagem. Um exemplo disso está em Atos 14:27, quando Paulo e Barnabé, ao voltarem a Antioquia, “reuniram a igreja e relataram tudo o que Deus tinha feito por meio deles e como abrira a porta da fé aos gentios.”. Mas quando contamos primeiro ao Senhor, como eles fazem aqui, somos menos propensos a exagerar nosso relato. Afinal, o Senhor sabe tudo e não será enganado por nossa imaginação.

Eles apresentam, não apenas o que haviam feito, mas também o que tinham ensinado. É sempre bom checar com a Fonte se o nosso ensino está alinhado com o pensamento do Senhor. Se eles fossem meros soldados de um batalhão voltando da linha de frente, talvez o Senhor lhes desse alguma nova tarefa. Mas não; ele sabe que estão cansados e os convida ao descanso. Mas antes que você pense em descanso cristão como entretenimento, algo como o do soldado de licença que tira a farda e vai se divertir longe do comandante, repare com quem eles são convidados a descansar: “Venham comigo… e descansem um pouco”, diz Jesus a eles, a você e a mim. Você já pensou em incluir Jesus em seu descanso?
(Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional (www.mariopersona.com.br). Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

    

FAÇA UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here