A situação calamitosa da saúde…

A situação calamitosa da saúde

Se você nunca precisou ficar na fila do SUS, no mínimo já ouviu falar dela. O sistema público de saúde deixa a desejar: um atendimento especializado leva em média três meses para ser marcado (muito mais, dependendo da especialização) e um diagnóstico, um ano para ficar pronto. Mas, às vezes, essa é a única saída para os 75% de brasileiros que não podem custear consultas privadas ou planos de saúde. Thomaz Srougi via essa realidade de perto quando criança. Seu pai é urologista, trabalhava longas horas e ganhava pouco. Thomaz fez questão de passar longe da carreira de médico, mas a pulga ficava atrás da orelha: será que não tem um jeito melhor?

Tinha. Afinal, de todo grande problema, nascem oportunidades. Depois de anos em bancos de investimento, grandes empresas e depois como sócio de um grande fundo, Thomaz fez cursos na Universidade de Chicago e Harvard Business School, até voltar ao Brasil preparado para enfrentar o desafio da saúde no país. Sua solução era prover um serviço que fosse tão ou mais eficiente que o sistema privado, porém acessível à população de baixa renda. Em 2011, a primeira clínica do Dr. Consulta estava operante, validando seu modelo, na favela de Heliópois, em São Paulo.

É aí que entra Guilherme Azevedo, amigo de infância de Tho-maz. Ele já tinha experiência empreendedora, mas nunca satisfez seu desejo de criar um negócio de impacto social. Quando os dois se reconectaram, Guilherme já vinha estudando o mercado de saúde e como replicar boas ideias de fora. Ingressou como COO do Dr. Consulta para, juntos, formarem uma rede que oferecesse serviços primários de saúde de alta qualidade e pudesse entregar diagnósticos 25 vezes mais rápido que o sistema público, cobrando 60% a 90% menos que o sistema privado.

Dr. Consulta foi apontado no Latam Founders Award como a startup mais impact. Leia mais em Endeavor @ https://endeavor.org.br/conheca–dr-consulta/

PF investiga fraudes do BNDES à JBS

Dizem que agora é que a porca torce o rabo, avisei a galera lá do bar, quando as investigações chegassem ao BNDS a coisa ficaria séria, hoje sabemos que as maiores corrupções no Brasil, vem da família FRIBOI, se conseguirem abrir a “caixa de Pandora” deste banco e desta empresa, muita coisa será revelada. Só para não cair no esquecimento, o governo de Goiás, fez uma pequena doação ao grupo FRIBOI, de 1 bilhão e 300 milhões ano passado, na forma de perdão da dívida do ICMS, PF vamos investigar este governador também. Ele é do PSDB.

Cuba, Bolívia, Argentina, México, Moçambique, Peru, República Dominicana, Venezuela, Equador, Panamá, Nicarágua Colômbia, Uruguai, todos clientes VIP do BNDES.

A Polícia Federal deflagrou, na manhã do dia (12), a Operação Bullish, que investiga fraudes e irregularidades em aportes concedidos pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), através BNDESPar, braço de participações do banco, ao frigorífico JBS.

Há indícios de gestão temerária e fraudulenta por parte do banco e corrupção de agentes públicos. Por ordem da 10ª Vara Federal Criminal do Distrito Federal, os passaportes de todos os investigados devem ser apreendidos pela PF.

Ricardo Eletro tem um péssimo pós-vendas

Vários clientes têm reclamado da Ricardo Eletro, os problemas são variados desde a demora para trocar uma mercadoria com defeito de fábrica. Segundo um cliente que comprou uma máquina de furar e ficou surpreso ao receber duas peças, eu pedi o aparelho que me foi ofertado por e-mail em uma promoção no valor de R$ 74,00, ao finalizar a conta percebi que o valor foi acrescido de R$ 8,00, como havia feito o pagamento por cartão de crédito, solicitei o cancelamento da compra. No outro dia recebi outro e-mail dizendo que eles poderiam fazer no valor de R$ 74,00. Como necessitava da ferramenta fiz novamente o pedido, já que o anterior havia sido cancelado. Daí 10 dias recebi as duas peças, com duas notas fiscais uma no valor de R$ 74,00 e a outra o valor de R$ 89,58. Só que reclamar não adianta, tenho vários e-mails reclamando, desde o dia 11 de março e a promessa de solução, só que na realidade a Ricardo não está nem aí pelas reclamações. Na próxima edição vamos publicar os e-mails e se você tem uma reclamação contra um mal atendimento mande sua reclamação aqui para a redação: WhatsApp (33) 98887-8409 e-mail [email protected]

Moradores da Petrina conseguem o retorno de médico

Segundo o líder Comunitário Paulinho da Petrina, depois de sentir um pouco triste por ver o posto da Petrina sem médico, e lembrar que por mais de 25 anos teve a presença médica diariamente, realmente é de deixar a gente triste. “Mas não ficamos de braços cruzados e fomos tentar resolver o problema e é com alegria que depois de muito esforço conseguimos mais uma batalha. Com a união de todos tivemos uma vitória e a partir de segunda–feira (15), o médico estará atendendo na Unidade de Saúde da Petrina, a partir das 07:00h, espero que a comunidade acolha com amor o médico que virá prestar serviço para a nossa comunidade. Todos puderam sentir a falta que faz um médico no posto de saúde, vamos valorizar o que temos. Obrigado a todos que participaram desta união”. Agradece Paulinho

MATIPÓ – criança sonha em ser PM

MATIPÓ – Policiais militares aparecem de surpresa em aniversário de criança que sonha em ser PM.

O tema do aniversário foi sobre a Polícia Militar. Além do bolo ser no formato de uma gandola (blusa da PM), João Pedro estava fardado. Os militares aproveitaram a oportunidade e convidaram João Pedro e os pais dele para visitarem a sede do Pelotão da Polícia Militar de Matipó.

Creche de Pequiá recebe visita da Polícia Militar

Pequiá Espírito Santo, a policia Militar aceitou o convite da Diretora da creche de Pequiá para uma visita e um bate papo com as crianças.

Na semana das profissões, uma das profissões mais cobiçadas pelas crianças é a de Policial Militar. O evento atingiu seu objetivo que era o de ampliar a visão das crianças, muitas só ouviam falar, mas nunca tiveram contato, isso é importante para ampliar o conhecimento.

Os militares foram com maior prazer e expuseram como é ser policial militar.

FAÇA UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here