Renata Banhara sobre luta contra bactéria: “Deu tudo errado”

Na luta contra uma bactéria desde o início deste ano, após descobrir a complicação de uma infecção no dente, Renata Banhara contou ter procurado soluções fora da medicina convencional.

Porém, durante entrevista ao “SuperPop”, da RedeTV!, a modelo revelou que o tratamento não deu resultado.

“Eu estava muito deformada, muito fragilizada. Procurei a medicina alternativa integrativa por desespero e deu tudo errado. Gastei uma fortuna, cheguei em casa passando muito mal, vomitei sangue a noite inteira. Me senti extorquida, achei charlatanismo. Pode dar certo para um monte de coisa, mas não foi meu caso. Fiquei muito chateada”, desabafou.

A loira relembrou a luta desde o início. “Em novembro de 2016 tive muita dor de cabeça. Quando estava cozinhando em minha casa de praia em Juquehy [litoral norte de São Paulo], meu pé começou a inchar, deu muita dor e reumatismo em todas as juntas e alguns lugares do rosto eu não conseguia nem encostar na fronha. Fui me automedicando e foi meu maior erro.”

A musa da “Banheira do Gugu” contou que demorou meses até conseguir se consultar com um profissional: “Não tinha hospital lá. Fui ao médico só em fevereiro, porque achei que era uma dor que eu ia controlar. Quando voltei a São Paulo após o réveillon, desinchou. Em fevereiro tive uma paralisia facial, no Carnaval, e disseram ser uma crise alérgica”.

E continuou: “Em abril fui para um hospital que eu nunca tinha ido e nove médicos me viraram de cabeça para baixo. Abriram o lado esquerdo da minha cabeça para ver o que era, e tinha um nervo com necrose. Descobriram a bactéria e coloquei uma prótese no lugar do osso. Fiz outras cirurgias e precisei de ajuda psiquiátrica porque, depois de três meses, o corpo não produz mais substâncias para conter a dor”.

Renata ainda desabafou sobre as críticas que recebeu sobre ter engordado 14 kg. “Muita gente ficou brava, mas não sou contratada de nenhuma emissora, pago as contas com minha parte física, não vivo do intelecto. Sobrevivo com minha imagem e tinha medo de nunca mais estar aqui”, disse.

Como fazer com quem está em processo de cura? Mando um watsap? Faço perguntas do tipo: Como está hj? Vc está bem? Vc esta c dor? Eu não sabia lidar com isso pois não faz parte do nosso dia a dia.Mas vou dar uma dica: Deixe uma mensagem de Fé, Esperança e Amor! Porque quem está no processo de um dodoi pode ter uma cura lenta e ter paciência é fundamental. É perigoso perguntar direto a quem está sofrendo do seu estado, o subconsciente pensa eu não vou sarar nunca? Meus amigos perguntando e eu na mesma ou com pouca melhora,deprimo imediato. Mas aceito: chocolates,presentes,flores,sou danada vou ficar 'Felizona'. Estou na campanha Faça um adulto feliz! Ps- E porfavor parem de me procurar p fazer revelação! O volume de pessoas que querem fazer revelação é absurdo😱eu tenho meus protetores sejam Bispos,Padres,várias religiões e crenças q ouço e fazem parte da minha vida! No mais com todo respeito peço que me revelem o número da loto pois estou sem trabalhar a 1 ano. Acho justo essa revelação sobreviver aos boletos não é moleza. 😉 @renatocipriano @roneiaforte

A post shared by Renata Banhara (@rebanhara) on

FAÇA UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here