Não adianta censurar a vontade do povo

Nem tudo que acontece no Brasil você vê na televisão, a mídia tupiniquim insiste em brincar com a notícia, mente ou sonega informações relevantes para a sociedade.

Ainda bem que está sendo substituída pelas redes sociais, onde as pessoas comuns têm espaço (por enquanto livre) para divulgar “fatos relevantes”, sem censura ou filtros ideológicos dos “donos do poder” em nosso regime Capímunista – canalha e corrupto.

Não é à toa que, por exemplo, o Grupo Globo está tão desesperado com denúncias, feitas no exterior, de que pagou propinas milionárias pelos direitos de transmissão de grandes eventos esportivos. Os globais apenas estão experimentando o que significa beber do próprio veneno… A Globo virou em piada viralizada na internet: “A Globo noticia que a Globo foi acusada de pagar propina, porém a Globo investigou a própria Globo não tolera propinas”.

Ontem, novamente, sem surpresa alguma, foi midiaticamente ignorado uma grande manifestação, na Avenida Paulista, pedindo Intervenção – Institucional, Constitucional ou Militar. Uma multidão encheu o espaço de um quarteirão, entre o prédio da Fiesp e o Masp. Quem compareceu ouviu discursos consistentes intercalados com livres manifestações de pessoas comuns. O poder exercido com honestidade e competência é um sonho da maioria esmagadora dos brasilianos.

Todos exigiram mudanças estruturais na máquina pública brasileira, democracia, transparência, federalismo de verdade, voto seguro e distrital, menos imposto e punição rigorosa aos corruptos que infestam e se locupletam do Estado-Ladrão e, acima de tudo, liberdade para o cidadão. Também pediram que os militares garantam seu apoio direto à Intervenção que ocorrerá, inevitavelmente – queiram ou não a Globo e os corruptos de plantão.

Ninguém mais aguenta tanta roubalheira combinada com impunidade. A sambadinha do presidiário domiciliar José Dirceu é um acinte contra a Justiça. O rigor seletivo da banda podre do Judiciário e do Ministério Pública mantém na cadeia os bandidos pés-de-chinelo, enquanto, rapidamente, age para soltar “suas excelências” – os parceiros dos supostos donos do poder”.

É por isso que a a única saída democrática é uma Intervenção Institucional, com uma nova Constituição que restabeleça o império do respeito a leis que tenham legitimidade – o que não acontece desde 1988, com a falsa “Carta Cidadã” que exige indevidas intervencionismos e interpretações de um Judiciário que mais parece um Judasciário.

Confira, no link do Facebook, o que realmente aconteceu ontem na Avenida Paulista e em várias outras cidades brasileiras.

Ao vivo da Av Paulista 15:30 h 15NOV2017🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷

Posted by Marcos Barbosa De Castro Prado on Wednesday, November 15, 2017

O Brasil não suporta mais a Ditadura do Crime Institucionalizado – que precisa ser derrubada imediatamente. Queremos segurança e liberdade para estudar, trabalhar, produzir e progredir. Intervenção, já!

Fale com a redação [email protected] – (33)3331-8409

FAÇA UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here