São Thomé das Letras: a Macchu Picchu brasileira

144
Casa de pedras
Casa de pedras

Ao sul de Minas Gerais na estrada Real, está a cidade turística de São Thomé das Letras, visitada frequentemente por mochileiros , músicos e artesãos de todo Brasil, chega a ser comparada com Macchu Picchu no Peru, devido a grande quantidade de pedras e o mesmo clima místico que atrai o público interessado em buscar a paz e a harmonia e acessível a todos os bolsos.

Cercada pelas serras mineira, com suas ruas e muitas construções feitas totalmente de pedras, o município que é rodeado de pedreiras é uma mescla harmoniosa de rusticidade, natureza e alto astral que transmitem ao visitante bem estar interior.

São Thomé das Letras assim como a cidade Inca peruana que foi eleita uma das 7 maravilhas do mundo moderno, “respira” turismo, várias pessoas com o mesmo intuito de resgatar a paz interior procuram São Thomé das Letras, como exemplifica o cidadão ilustre do município e musico famoso em todo país, Ventania, quando diz que o município é pura energia positiva emanada pelas serras.

DSC00534Sentado em um banco de carro numa espécie de ante-sala de sua casa, Ventania que conversava com alguns amigos, contou que há 8 anos mora na cidade e que sempre fica deslumbrado com tudo que presencia.

Sobre as serras que contornam a paisagem no sul de Minas, comentou: “A região alta sempre teve grande poder desde a época de Jesus, não é a toa que toda vez que Cristo ia falar com o Pai ele subia nas montanhas.”. Talvez vem daí a explicação por tanta gente visitar São Thomé das Letras, uma vez que subir até o Cruzeiro ou até a Pirâmide é um culto de contemplação da natureza. Nesses locais de entrada gratuita, assim como a visitação de todos pontos turísticos naturais do local, os visitantes ficam numa região acima das árvores e das nuvens, tendo uma visão ampla e privilegiada, preenchida pelo verde das matas e a vista do ápice de várias árvores.

Artesanatos de pedras
Artesanatos de pedras

Para todos que buscam reflexão, ouvir boas histórias, fazer novas amizades e encontrar a paz espiritual, São Thomé é o destino indicado, com seus povo nativo receptivos a cidade está repleta de histórias e lendas; o artesanato e a musicalidade dominam todo ambiente, é uma terra de artistas, a cada passo uma nova arte se revela, até as ruas são feitas de forma artesanal, formadas por pedras de diversos tamanhos unidas uma a uma, simbolizando a união facilmente perceptível na população presente no local.

Espalhado por todo município estão feiras de artesanatos e hippies de todas as partes do país, que se locomovem para expor seus trabalhos na cidade de pedras brasileira, descrita pelo musico conhecido como Tchuck como sendo um local de fazer amizades sinceras.

DSC00519“Aqui é um pelo outro, se por acaso alguém ficar sem vender sua arte, outro artista irá ajudá-lo”, afirmou. Vendendo seu segundo CD o cantor e compositor que abandonou Guarulhos-SP, para fazer parte do patrimônio vivo cultural que enriquece o cenário e aquece o turismo local, Tchuck como gosta de ser chamado, contou já ter vendido mais de dois mil CDs e revelou que após morar 6 anos na cidade que é ponto de encontro dos artistas e admiradores e natureza não pensa em morar em outro local. “Eu era de uma cidade chamada Guarulhos, mas hoje tenho orgulho de dizer que sou de São Thomé das Letras.”

Difícil a incumbência de ousar enumerar e mencionar os pontos turísticos de um lugar que cada esquina é uma atração única , cheio de restaurantes, barzinhos e diversos lugares para se divertir, a cidade rodeada de pedreiras, faz desta matéria prima desde parte de decoração dos ambientes a toda estrutura da turística da igreja de pedras.

DSC00468São Thomé das Letras está envolta de crenças e misticismo, aberta a todos os povos e religiões a cidade das lendas urbanas não descrimina ninguém. Com seus munícipes e visitantes de fácil comunicação logo se cria um intercambio cultural e um vinculo de amizade e sintonia que comprova a frase uníssona de que além de ostentar o privilegiado de estar numa região favorecida pela natureza, São Thomé das Letras é um local saudável e propicio para novas amizades, ao estilo simples e natural do povo mineiro.

A cidade de pedras, que muitos afirmam já ter sido visitada diversas vezes por objetos voadores não identificados, além de ser muito barata para os turistas é uma boa recordação de que é possível se maravilhar com a forma mais comum de aproveitar a vida: permitindo-se.

Boas dicas:

– Onde ficar de forma econômica:

Camping e Pousada Resende – Rua: Capitão João de Deus, 36 – Fone: (35) 3237-1230 / 9911-0426

– O que visitar:

Pirâmide; Cruzeiro; Cachoeiras; Ladeira do Amendoim; Gruta do Carimbado (diz a lenda que sai em Macchu Picchu); Morros para pontos de escaladas.

– Paradas obrigatórias;

Bar do Dois (o bar mais badalado da cidade, aos pés do Cruzeiro); Restaurante Rock Bar Aldeia; Mini Shopping. Artesanato e música ao vivo estão presentes em todos os pontos da cidade.

Crédito: Laércio Guidio e Joel P. Martins

6 COMENTÁRIOS

    • VEM VER COMO TÁ BONITO SÃO THOMÉ VEM VER COMO TÁ BONITO SÃO THOMÉ!!!!!!

      O ALDEIA DA MONTANHA É UM BAR MUITO MANEIRO, AMEIIIIIIIIIII, A COMIDA É ÓTIMA E OS FREQUENTADORES SÃO NOTA 10!!!!! EU RECOMENDO!!!!!!

  1. Olá! Parabéns pelo artigo sobre são thomé: promover esta cidade é o máximo e vale a pena conhecer!
    Quanto ao Restaurante Aldeia da Montanha Rock Bar mencionado acima, não gostei e nem recomendo prá ninguém, a comida é péssima e percebemos que lá é um local para lésbicas e bricho grilos… realmente não recomendamos. No outro dia, comemos no restaurante Massaroca. Isso sim é um restaurante de verdade…, o tal do Rock Bar estava tocando músicas do caetano veloso, nada a ver com Rock in Roll…. Kkk

  2. Quem não conhece São Thomé das Letras não sabe o que está perdendo.! Um lugar maravilhoso!!! eu vou sempre prá lá e cuto muito o que a cidade oferece. Bom quanto ao Restaurante citado acima, percebemos que cada pessoa tem uma opinião diferente, ao contrario do que foi comentado o restaurante é um dos lugares mais agradáveis pra se conhecer, a comida é ótima, o crepe delicioso. Quanto a musica, acredito que independente do nome ser Rock bar é interessante que se tenha todo o tipo de som para agradar a todos os frequentadores e não se tornar um ligar limitado para Roqueiros, e quanto aos frequentadores independe do tipo de pessoa que vai lá, lésbicas, gays, heteros bichos grilos, isso mostra que é um local sem preconceitos e pronto para receber todas os frequentadores com muito respeito. Sucesso ao Aldeia da Montanha REstaurante Rock Bar.

  3. Ola pessoal, que matéria legal! Estou pesquisando informações sobre a cidade e encontrei um portal de informações que recomendo para todo mundo, site http://www.saothomedasletras.net. Quanto ao músico tchuk eu o conheço, o cara é super legal e tem umas músicas piradas… Lia vários comentários sobre o Restaurante Massaroca e já estou tendo quase certeza, de que é uma das melhores opções para se comer. Alguém ouviu falar do Restaurante Alquimista?

Deixe uma resposta para SABRINA Cancelar resposta

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui