Mais atual que o jornal de amanhã

181

Será que a Bíblia, um livro escrito há tantos séculos, ainda fala ao homem contemporâneo? Responderei com uma história que li, de um fiel crente inglês que teria afirmado certa vez: “Encerrem-me numa masmorra, deem-me apenas uma Bíblia e uma vela; e eu lhes direi o que está acontecendo lá fora”.

É incrível como a mensagem da Bíblia não envelhece. Ela é portadora de uma mensagem universal. Para se ter uma ideia da contemporaneidade da Bíblia, basta ler Juízes 19 e 2Samuel 13, duas histórias trágicas, que bem poderiam ser manchetes de qualquer jornal amanhã de manhã.

Como se explica essa surpreendente atualidade da Palavra de Deus? Paulo pede a palavra: “Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redarguir, para corrigir, para instruir em justiça” (2Tm 3.16). Pedro também esclarece: “Porque a profecia nunca foi produzida por vontade de homem algum, mas os homens santos de Deus falaram inspirados pelo Espírito Santo” (2Pe 1.21).

E por que a Bíblia foi escrita? A resposta a esta pergunta pode bem ser a razão que João deu para explicar por que escreveu seu evangelho: “Jesus, pois, operou também em presença de seus discípulos muitos outros sinais, que não estão escritos neste livro. Estes, porém, foram escritos para que creiais que Jesus é o Cristo, o Filho de Deus, e para que, crendo, tenhais vida em seu nome” (Jo 20.30, 31).

Gosto daquela história de um homem que ganhou uma Bíblia e começou a lê-la avidamente. Durante a leitura, levantou a cabeça e disse à esposa: “Mulher, se este livro estiver certo, nós estamos errados”. Mas continuou a leitura. Depois de algum tempo, levantou a cabeça de novo e comentou: “Mulher, se este livro estiver certo, nós estamos perdidos”. Enterrou a cabeça no livro. Depois de algum tempo levantou-a outra vez para dizer: “Mulher, se este livro estiver certo, nós podemos ser salvos”.

Pr. João Soares da Fonseca – jsfonseca@pibrj.org.br

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui