Acordo ortográfico – 4

88

Já vimos os casos em que o hífen deve ser usado. Veremos agora quando NÃO se usa o hífen:
1. Quando o prefixo termina em vogal diferente da vogal com que se inicia o segundo elemento, não se usa hífen: aeroespacial, agroindustrial, autoescola, infraestrutura, autoestrada, extraescolar, semianalfabeto. Nota: com o prefixo CO não usa-se o hífen, mesmo que o segundo elemento comece com a mesma vogal: coobrigado, coocupante, coordenar, etc.

2. Não se usa hífen quando o primeiro elemento (prefixo) termina em vogal, e o segundo começa por consoante diferente de R ou S: antipedagógico, antevisão, anteprojeto, microcomputador, semideus, seminovo, etc.

3. Quando o primeiro elemento termina em vogal, e o segundo começa por R ou S, essas letras serão dobradas e, não se usa o hífen: contrarrazões, contrassenso, antissocial, contrarregra, semirreta, antissemita, ultrassom, etc.

4. Quando o prefixo termina por consoante, e o segundo elemento começa por vogal, não se usa o hífen: hiperacidez, hiperagudo, hiperexcitável, interestadual, superamigo, superexigente, etc.
Atenção: para clareza gráfica, DEVE-SE REPETIR O HÍFEN NA LINHA SEGUINTE, quando a partição de uma palavra ou combinação de palavras coincidir com o hífen. Se você estiverescrevendo e for dividir uma palavra e se essa divisão se der exatamente em cima do hífen, repita-o na linha seguinte. Posso parecer redundante, mas é uma observação que deve ser levada em consideração, especialmente por quem vai enfrentar um concurso. Veja:
Estava andando pela rua e encontrei-
-me com um amigo…
Nas viagens do presidente, o vice-
-presidente assume o posto.

Os computadores ainda não estão adaptados para atender a essa exigência.
Para encerrar esta série de artigos sobre o Acordo Ortográfico, faço aqui um resumo do que foi escrito nos quatro artigos:
1. Prefixo terminado em vogal:
a)* Sem hífen diante de vogal diferente: autoescola, antiaéreo.
b)* Sem hífen diante de consoante diferente de R e S: anteprojeto, semicírculo.
c)* Sem hífen diante de R e S. Dobram-se essas letras: antirrábico, antissocial, ultrasom.
d)* Com hífen diante de mesma vogal: contra-ataque, tele-entrega.

2. Prefixo terminado em consoante:
a)* Com hífen diante da mesma consoante: inter-racial, sub-bibliotecário.
b)* Sem hífen diante de consoante diferente: intermunicipal, supersônico.
c)* Sem hífen diante de vogal: interestadual, superinvisível.
OBSERVAÇÕES: Com o prefixo SUB, também se usa o hífen diante de palavra iniciada por R: sub-racismo, sub-região, etc. Palavras iniciadas por H perdem essa letra e se juntam sem hífen: subumano, subumanidade.

3. Com os prefixos CIRCUM e PAN, usa-se hífen diante de palavras iniciadas por vogal, M e N: circumnavegação, pan-americano.

4. O prefixo CO aglutina-se com o segundo elemento, mesmo que este se inicie por O: coobrigado, coocupante.

5. Usa-se sempre o hífen com os seguintes prefixos: ALÉM, AQUÉM, EX, PÓS, PRÉ, PRÓ, RECÉM, SEM, VICE: alémmar, aquém-mar, ex-diretor, pósoperatório, pré-vestibular, próreforma, recém-chegado, semteto, vice-comandante.

6. Não se usa o hífen em certas palavras que perderam a noção de composição: girassol, madressilva, mandachuva, pontapé, paraquedas, etc. Essas palavras que perderam a noção de composição serão listadas pela Academia Brasileira de Letras, no Vocabulário Ortográfico da língua Portuguesa.

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui