A Escola Monsenhor, não é mais uma referencia

27

A Escola Monsenhor Gonzalez de Manhuaçu, foi criada pelo decreto lei Nº 6573 de 17/05/1920 e depois de um clamor do povo e por meio de uma grande insistência e dedicação do então Presidente da Câmara, Dr. Cordovil Pinto Coelho, o projeto entra em execução e em 25 de maio de 1925 vira realidade o primeiro Grupo Escolar de Manhuaçu. O fato foi tão marcante que estava prevista a presencia do presidente da República Dr. Artur da Silva Bernardes, mas no dia não pode comparecer sendo representado por sua esposa Dona Cléia, primeira Dama de nossa Pátria, juntamente com a famosa Banda de Música dos Fuzileiros Navais.

É verdade que a educação nas escolas públicas do Brasil foi modelo e era melhor que as escolas particulares. A escola Monsenhor Gonzalez fez história em Manhuaçu, muitos alunos que passaram por lá viraram escritores, jornalistas prefeitos médicos e outras profissões que por muitos anos foi orgulho de Manhuaçu.

A escola foi avaliada em 2006, por uma equipe da Secretaria de Estado da Educação, como uma entre as dez melhores do estado de Minas Gerais e a primeira da Superintendência Regional de Ensino de Manhuaçu, ambas as avaliações em Referência de Gestão Escolar, isto, graças ao empenho do seu TIME.

É com tristeza que muitas pessoas dizem que a escola não é mais aquela escola em que todos os pais queriam matricular seus filhos, hoje não é mais referencia de aprendizado, não é a melhor escola pública de Manhuaçu e alguns pais reclamam de professores que não estão ensinando como deveriam e alguns alunos estão marcando passo, dizem alguns pais que o ensino está fraco, se fizerem uma pesquisa nos cadernos dos alunos irão encontrar deficiência no programa de ensino, tem até lições repetidas. Alguns reclamam até da merenda que é pior que outras escolas, “se o dinheiro é igual para todas as escolas, porque a escola Joaquim Kunpp tem uma excelente merenda escolar a melhor da região, alguma coisa está errada nisso aí” questionou uma mãe de aluno. A desmotivação dos professores, não deveriam afetar os alunos, mas infelizmente é o que acontecem.

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui