As mulheres presas com filhos poderão cumprir pena domiciliar…

1

As mulheres presas com filhos poderão cumprir pena domiciliar

As mães encarceradas no Brasil não têm celas especiais onde possam amamentar. São mantidas, elas e seus bebês, em cárceres comuns, mofados e úmidos. A auxiliá-las apenas outras detentas. Esta informação não chega de maneira desinteressada. Estamos falando sobe o caso de Adriana Ancelmo. A ex-primeira-dama do Rio, acusada de roubar milhões ao lado do marido, o ex-governador Sérgio Cabral, e que ganhou da Justiça o direito de aguardar o julgamento em prisão domiciliar – um confortável apartamento no Leblon, por ter filho de 12 anos. Crianças e adolescentes com pais presos no sistema penitenciário vai mudar. Para os mais iguais a justiça sempre encontra um jeitinho. É aquele negócio o que tem de pobre cumprindo prisão que até passou do prazo, mas como não tem dinheiro para pagar um advogado fica mofando na cadeia.

O Senador Aécio Neves que quase foi preso, sentiu na pele a prisão de sua irmã, resolveu dar uma ajuda para essas mulheres pobres que tem seus filhos pequenos que necessitam de cuidados, até porque ela não tem como pagar uma babá. O Senador Aécio Neves (PSDB-MG) apresentou, na quarta-feira (21/02), no Senado Federal, projeto de lei 56/2018 que assegura a convivência de crianças e adolescentes com pais e mães presos no sistema penitenciário do país. O projeto acrescenta ao Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei nº 8.069/1990) mecanismo que determina que caberá ao Conselho Tutelar expedir documento necessário para que o responsável pelo menor possa conduzi-lo ao presídio.

A visita de crianças e adolescentes já é permitida por lei desde 2014, mas a legislação não define qual órgão expedirá a autorização, além de determinar que a visita seja promovida pelo responsável legal ou pela entidade responsável, nas situações em que o menor esteja submetido a acolhimento institucional, o que dificulta o convívio do menor com os pais privados de liberdade. Pela proposta do senador Aécio, o Conselho Tutelar irá garantir maior celeridade e segurança jurídica às famílias que não possuem a guarda legal do menor.

O Conselho Tutelar é um órgão da administração pública municipal, responsável por zelar pelo cumprimento dos direitos das crianças e adolescentes, e está presente em todas as cidades.

“O Conselho Tutelar é o órgão adequado por ser aquele que tem contato mais diretamente com a criança ou o adolescente e sua família, seus vizinhos e sua comunidade. Também é aquele ao qual todas as pessoas têm acesso de maneira mais simplificada, o que garante o rápido atendimento, sem maiores burocracias”, diz o texto do projeto.

Pelo projeto, a autorização para visita de crianças e adolescentes aos pais presos será válida durante todo o período de execução pena. Desta forma, o texto assegura a participação de pais e mães no processo de desenvolvimento das crianças, ainda que afastados do lar.

Quem é o culpado?

Dizem que um erro em um lugar, pode proporcionar consequências em outro, o meu erro não deveria causar consequência para outras pessoas. Seria os inocentes pagando pelos pecadores. É isso que está acontecendo no Brasil com os refugiados venezuelanos entrando em peso em nosso país. O pior erro de uma pessoa é quando as consequências recai nos ombros de quem não tem nada a ver com o problema.

Não somos contra, os humanos devem sim amparar seus semelhantes independente de sua nacionalidade. Com a chegada ao poder do desumano Hugo Chaves a Venezuela começou a desabar e hoje mais de 40 mil venezuelanos invadem, desesperadamente o Brasil em busca de sobrevivência.

Mas uma coisa me intriga, onde estão os mecanismos internacionais, como a OEA, ONU, que organizações são estas que nada fazem para ajudar os países, veja o que está acontecendo na Síria, mais de 500 mil pessoas já morreram, e eu pergunto para que serve as organizações internacionais?

Dicas importantes para juntar dinheiro

Juntar dinheiro é algo distante para milhões de pessoas, ainda mais em períodos turbulentos como os atuais, quando somos assombrados pela crise brasileira.

Entretanto, o que parece impossível pode se tornar realidade para aqueles que optam por uma educação financeira. E, a primeira dica é simples e precisa se tornar um mantra na vida de quem deseja juntar dinheiro: ‘não posso gastar mais do que ganho’.

De acordo com dados do Indicador de Reserva Financeira do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), 76% dos consumidores brasileiros disseram não ter conseguido juntar dinheiro, durante o mês de dezembro de 2017. Apenas 21% (duas pessoas em cada dez), conseguiram juntar alguma grana no período.

E as justificativas são muitas, por exemplo, 40% das pessoas afirmaram que não conseguiram poupar devido a possuir uma baixa renda. Segundo 16% dos entrevistados, não foi possível juntar dinheiro por que surgiu algum tipo de imprevisto. E, para 13% desses consumidores, o grande problema é justamente a falta de controle dos gastos e nenhuma disciplina para lidar com o próprio salário.

Na realidade, todos podem poupar, é uma questão de educação financeira, imagina se aqui no Brasil ninguém se aposentassem, como é em muitos países, então o cidadão é forçado a poupar, para ter um mínimo de condições de sobreviver quando não puder mais trabalhar. È normal ver pessoas que ganham salário mínimo que possui casa própria e muitos que ganham 5 vezes ou mais não ter uma casa, por gastar mais do que ganham.

TÁ NA HORA DE COMEÇAR A JUNTAR DINHEIRO! Especialistas de múltiplos setores garantem que a educação financeira pode ser uma excelente aliada na vida de quem deseja juntar dinheiro, mas, é preciso controlar gastos e fazer algum tipo de reserva. Muitas pessoas optam por ter uma poupança. E a aquisição de consórcios também é considerada uma excelente alternativa para aqueles que pretendem poupar.

De acordo com Daniel Tinoco, diretor do Valor Consórcios, o consumidor que não tem o hábito de juntar dinheiro precisa ter força de vontade, além de planejamento e melhor controle do próprio salário. “O orçamento precisa estar organizado, tendo o consumidor total clareza dos ganhos e principalmente dos seus gastos. Só assim será possível cortar gastos supérfluos. Acredito que a principal dica seja, não gastar mais do que se recebe”, comenta.

Outra importante dica, que tem sido adotada por milhões de pessoas Brasil à fora, é a aquisição de algum tipo de consórcio, seja de moto, carro, caminhão, imóveis, dentre outros. “O consórcio é um sistema em que as pessoas contribuem mensalmente com determinado valor, objetivando uma quantia para adquirir determinado bem. Todo mês uma ou mais pessoas do grupo são contempladas, por sorteio ou lance, e recebem uma carta de crédito com o valor do bem contratado. As pessoas têm utilizado o consórcio para conseguir juntar algum dinheiro e, consequentemente, realizar seus sonhos. Essa fórmula tem dado certo para muitas pessoas”, garante Daniel.

Na hora de fazer um consórcio, essa dica também é fundamental, é preciso verificar se a empresa possui autorização junto ao Banco Central do Brasil. Na dúvida entre em contato com a Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios (ABAC), ou consulte algum especialista. Outras informações sobre consórcios podem ser obtidas através do site www.consorciovalor.com.br e demais contatos: (22) 3811-0600 / 3824-6060 / 99794-0847 WhatsApp. Informação: Eusébio Dornellas | Agência Comunique

Olha a Beija Flor aí gente!

A escola de samba do Rio leva título com enredo contra a corrupção. Levando em conta as eleições, tudo indica que os brasileiros estão empenhados em ajudar o país a superar os grandes problemas da violência e da corrupção. Segundo comenta a grande maioria dos eleitores e pelas redes sociais, parece que a ficha está caindo e que a única maneira de termos um Brasil melhor é saber votar nos candidatos ficha limpa. Muitos analistas dizem que a renovação na câmara será de mais de 70%. Também já há um estudo sobre os prefeitos e vereadores principalmente aqueles que irão trabalharem por dinheiro, não levando em conta o seu partido. Os fichas sujas que desejam voltar para Brasília apresentam como uma boa opção de abrir a mão nos gastos da campanha e tem muita gente de olho na graninha extra na eleição deste ano, mas 2020 está logo ali e o povo quer políticos melhores.

O que é Puerpério? Como lidar com esse momento delicado da mulher?

O puerpério é o nome dado ao período de 6 a 8 semanas, após o parto (conhecido também como quarentena), no qual o corpo da mulher passa por alterações físicas e psicológicas, até que o organismo retorne ao estado anterior à gravidez. Todas estas mudanças podem ter um forte impacto no seu estado de humor e deixá-la ainda mais sensível e vulnerável.

Quais os sintomas? Toda mulher pode ter? Tem tratamento? Quanto tempo dura? O que fazer para amenizar os sintomas? Puerpério é a mesma coisa que depressão pós-parto?

Para explicar essas e outras questões, colocamos à disposição a especialista em Saúde da Mulher e professora do curso de Enfermagem da Universidade UNIVERITAS/UNG, Eliana Rocci.

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui