Nova rota para o Pico da Bandeira é inaugurada em Minas Gerais

1224
Bandeiras dos municípios de Eugenópolis e de Vieiras na largada da caminhada na Fazenda Fim.do Mundo.

  Reflexões e histórias que merecem ser relembradas e recontadas        

 Por Devair G. Oliveira,
            Este texto é dirigido as  pessoas que amam a natureza e gostam de caminhar alimentando a alma com lindas paisagens que somam experiências enriquecedoras!
O aprendizado adquirido nas viagens com caminhadas trazem memórias inesquecíveis para a vida toda. Entre os mais diversos cenários, andar em sintonia com a natureza mergulhado em outras culturas nos transforma e muda nossos conceitos, além de trazer ótimas reflexões e histórias que merecem ser relembradas e recontadas pelo resto da vida.
            Conta-se a história de dois turistas que se encontraram em uma caminhada no Pacific Crest Trail, que é um dos percursos mais famosos dos Estados Unidos e é feito a pé ou a cavalo pelos amantes da natureza. Ele se estende da fronteira sul com o México até a fronteira norte com o Canadá ao longo de 4.260 km, nesta caminhada eles fizeram amizade, um era da Austrália, os dois conversavam em um fluente inglês, em dado momento o australiano pergunta para seu parceiro de caminhada: você conhece as atrações da trilha Bondi Beach a Coogee Beach. Sim, conheço acho as paisagens deslumbrantes incluindo aquele cemitério a beira-mar e as lindas praias de Sydney. Em seguida o australiano comenta: eu conheço muitos lugares em várias partes do mundo, mas os lugares que mais gostei foram no Brasil: “Serra do Cipó, Minas Gerais distância: 40 km, duração: três dias. Floresta da Tijuca, Rio de Janeiro distância: 2,5 a 19 km, duração: 3 a 5 dias. Serra Geral, Rio Grande do Sul e Santa Catarina distância: até 9 km, duração: 3 a 9 horas. Serra do Mar, Paraná distância: 20 km, duração: 4 dias”. Você conhece? Pergunta o australiano: No, but as you liked it, I’ll meet you, Não, mas como você gostou, vou conhecê-los. Segundo conta o próprio brasileiro aquela noite ele não dormiu, pois conhecia várias trilhas do mundo, mas não conhecia nenhuma do Brasil citada pelo seu amigo.
            Foi pensando nessa história que fui conversar com um colega de imprensa Ueziler Nacari apresentador do Programa COM BRASIL na TV Caravelas levado ao ar em todo o Brasil, ele é um dos idealizadores dessa nova caminhada que estreou no domingo dia 11 de outubro.
             “Esta rota surgiu a partir de uma entrevista que fiz com meu primo que mora no Rio de Janeiro, ele é um cara que conhece o mundo inteiro viajando para conhecer  trilhas famosas como o Caminho Santiago de Compostela, já fez várias vezes este percurso, e ele traz uns turistas aqui para a região, então conversando com ele e pensando  criar uma rota alternativa para o Pico da Bandeira,  geralmente esse pessoal gosta de fazer caminhada e esta rota tem atrativos interessantes e este percurso eu comecei a investigar  a partir da história de meus bisavós que vieram da Itália e ficaram em uma determinada região de Eugenópolis  até eles chegarem a Carangola.
“Meus bisavós Atílio Bevilaqua e Maria de Loze, ele nascido em 1888 em Veneza na Itália, ambos vieram com seus pais da Itália e moraram na Fazenda Fim do Mundo, depois mudaram para São Francisco do Gloria e mais tarde moraram na Fazenda do Banco Barroso no município de Carangola e  indo posteriormente para fazenda do Francisco Valente e mais tarde por volta de 1937 na fazenda Serra da Galdina”. Conta Ueziler.
                Naquela época as estradas eram muito pitorescas, muito ruins eram picadas e meus bisavós fizeram este caminho, eu ouvi isso do meu avô e surgiu a ideia de trabalhar esta rota,  na verdade ela é uma rota toda de terra, e já existe uma ligação entre os municípios, hoje  o pessoal faz de carro de boi, a cavalo e de um modo geral de carro, a estrada hoje é boa, apesar de ser tudo de chão é um traçado menor que o Caminho da Luz, que o pessoal também sai lá de Tombos e vem até Alto Caparaó, eu estava pensando nessa possível rota ela está sendo assim mais evidenciada e meu primo  resolveu trazer estes turistas para fazer o pré-lançamento dessa rota que começa em Eugenópolis, passando por municípios como Vieiras, São Francisco do Gloria, Carangola, Divino, Caparaó, Alto Jequitibá e Alto Caparaó.
                O novo caminho para o Pico da Bandeira é uma rota de peregrinação cheias de belas paisagens rica em montanhas, cachoeiras, vales  com  aproximadamente 170 km, que pode ser percorrido em 5 a 6 dias.  para os amantes das peregrinações é importante conhecer as nossas rotas até porque é mais um ingrediente para complementar os bate papos com os amigos contando as belezas da nossa  Minas Gerais.
Curtem e compartilhem com seus amigos

 

5 COMENTÁRIOS

  1. Parabéns aos idealizadores!
    A rota percorre um trajeto com enorme potencial turístico, paisagens cinematográficas, fazendas antigas e a exuberância do Caparaó. Ótima oportunidade para conhecer um pouco mais as belezas naturais da região! Sucesso!

  2. Ótima idéia , as famílias BEVILAQUA e Loze tem ramificações aqui em São Francisco do Glória
    Sempre pensei em uma possível caminhada passando por aqui

  3. Maravilhosa iniciativa! Esse Brasil é cheio de histórias e belezas naturais, merecendo a nossa atenção e cuidado! Espero poder estar com vocês na próxima.
    Parabéns!

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui