Rádio Manhuaçu completou 60 anos

8
Wantuil Ferreira novembro de 2010 na radio Manhuaçu programa sertanejo

A Rádio Manhuaçu completou 60 anos de atividade e nossa reportagem traz uma entrevista com o radialista mais antigo em atividade da emissora, Wantuil Rodrigues Ferreira

Jornal das Montanhas – Quando foi que você começou seu trabalho na emissora?
Wantuil Rodrigues Ferreira – Nós começamos aqui exatamente no ano de 1966 e na época a emissora já estava com 16 anos de funcionamento, pertencia à outra diretoria, mas quando entrei já era da atual direção, do presidente da Fundação Cultural Padre Júlio. De 66 até 74 a gente foi tudo aqui, locutor, sonoplasta, porteiro, quando precisava fazer limpeza a gente era da faxina também então na rádio fizemos de tudo no começo. Em 74 tinha aqui um radialista nosso companheiro ele mudou-se para Barra Mansa no estado do RJ chamava Paulo César Gomes, era natural de Matipó. Ele veio a falecer 2 nos anos após sua ida em 76, ele disse para a diretoria que a única pessoa capaz de prosseguir e fazer o seu trabalho era “Wantuil” é um bom datilógrafo, tem boa sintonia com emissora e tem voz compatível para dar o procedimento ao noticiário. Então começamos na época com o repórter RM, o repórter 710, e depois que veio aí o Manhuaçu Informativo, nesse noticiário eu fiquei 27 anos, de 1974 até o dia 31 de janeiro de 2001, em 2002 já não fazia mais o noticiário e nesse mesmo ano eu me aposentei, mas resolvi continuar na emissora.

Wantuil Ferreira, aos 20 anos no início da carreira de radialista

JM: Qual foi o fato mais marcante na sua vida de radialista?
Wantuil: Exatamente no dia em que Tancredo Neves iria tomar posse, pegou o Brasil todo de surpresa e ninguém até então não sabia, porque o Tancredo tinha adoecido, então eu entrei com a manchete “Presidente Tancredo Neves passa mal e é internado, toma posse José Sarney” isso aí pegou todo mundo de surpresa. A segunda notícia muito importante para nós aqui na época eu passava pela Rua Amaral Franco, e tinha um comerciante já falecido, que não dava muita credibilidade à nossa emissora, eu passava pela rua e falavam “O Wantuil falou na rádio que o Ibraim Abi-Ackel é novo ministro da Justiça” ai o comerciante falava que não iria dar credibilidade ao “Wantuil Ferreira e a Rádio Manhuaçu, dizendo ser mentira e que isso não valia nada. Mais tarde eu passava ali pelo mesmo local e no noticiário da TV a notícia que eu tinha dado, então não aguentei e tive que falar – o Sr. Falou que eu era mentiroso, que a rádio era mentirosa e o Sr ta vendo a imagem aí… essa foi uma notícia que me marcou muito. Terceira notícia foi” A derrubada do Muro de Berlim ” também causou surpresa, “ A morte do Rei Faissal ”da Arábia Saudita também foi uma notícia que deu impacto, maior impacto mesmo foi a dissolução da ex União Soviética, essas foram as  noticias que marcaram a minha trajetória  de radialista desses 27 anos de 74 a 2001.

JM: Que história marcante de ouvinte você poderia comentar?
Wantuil: Olha, tem um marco importante nessa emissora, em 1982 eu recebi a visita de um ouvinte de São José dos Campos e ele retornou depois em 2005, mas o que marcou mesmo é uma carta que tenho guardada, eu tinha um programa sertanejo de madrugada em 1981 “Linha sertaneja nota 10” esse programa continua até hoje, porém com outro locutor, mas eu tenho guardada a carta que me mandou de Florianópolis SC do Dr. Cláudio de Morais, nunca esqueci o nome desse médico ele mandou um cartão postal de SC ele nunca veio a Manhuaçu, mas minha maior emoção é ter ultrapassado Minas indo para RJ, SP, PR, SC, é uma progressão de uma época que não tinha internet não tinha nada foi sintonizado via rádio mesmo na maioria das vezes radinho de pilha sem ter antena, rádio normal, e a rádio ainda era 710Khz, 1000 W de potência, aí quando a rádio mudou a potência para 5000 W ainda continuou me ouvindo em SC.
Cartão postal recebido por Wantuil com o seguinte comentário:

Postal

Florianópolis,12 de abril de 1.981. Prezado Senhor: Comunica á recepção da Rádio Manhuaçu, aqui, em Florianópolis, na manhã de hoje. Frequência-1560khz. Horário 5 as 5:30 horas. Rceptor-rádio portátil PHILIPS, RL- 416, sem antena externa. Recepção regular, sinal médio, nitidez boa, modulação boa, sem interferência. Detalhes de recepção: As 5 horas programa sertanejo LINHA SERTANEJA. Citação á Cataguases e Muriaé. Anúncio de AGOMAC nos intervalos, anuncio de leite, saudação á ouvinte de Macaé. Identificação dos temas musicais. Anúncios de SUPERMERCADO… , FAMÁCIA… , AÇOUGUE SANTO ANTÔNIO. Citação á rua Antônio… Citação á Manhuaçu em todos os intervalos. Identificação da Rádio Manhuaçu. Anúncio bar e mercearia Lopes. ‘Música O menino da porteira’. Fiquei feliz de ouvir a Rádio Manhuaçu. Gostaria que esta carta fosse respondida pela Rádio Manhuaçu, através de cum a carta confirmando o meu informe de recepção da emissora e mantendo entre nós uma relação de amizade. Desejo votos de muitas felicidades a V.S. e para todos funcionários da Rádio Manhuaçu.

Atenciosamente

Cláudio Rótolo de Moraes
Rua João Pinto 1 – Apto 504
Caixa postal 50
88000- Florianópolis- SC

JM: Quais as pessoas de seu convívio que marcaram sua carreira?
Wantuil: Muitos já se foram como nosso saudoso Alfenos Dias, Sebastião Novais, Sebastião Tomaz, mas passaram também por aqui outros colegas vou citar Hélio Mário Heston, Paulo Sérgio, Fernando Colim, Artur Moraes e também o Fernando França era da Rádio Caratinga também passou por aqui, e o Júlio Soares trabalhou 10 anos comigo aqui na Rádio Manhuaçu, hoje ele esta em Muriaé trabalhou mais de 20 anos na rádio mais antiga de Muriaé e hoje ele esta e uma emissora lá em Muriaé, uma emissora que pertence ao Deputado Lael Varella e de vez em quando a gente o sintoniza aqui na Rádio Militante da cidade de Muriaé, essas pessoas realmente marcaram muito minha vida, tem também o meu primo Valtair Demétrio sargento reformado da PM, um grande amigo que lançou o programa Canta Sertão nosso grande companheiro Luis Amaro Magalhães, hoje ele está militando no rádio no vale do aço.

JM: Como é feito a sua programação?
Wantuil: Eu procuro rodar aquelas músicas que o povão gosta, programa sertanejo que não tem Trio Parada Dura não é programa sertanejo, Gino e Geno têm que ter, Teodoro e Sampaio cantores do povão música sertaneja raiz, tivemos grandes duplas do passado vou citar uma Belmonte e Amaraí que gravou ‘saudades da minha terra’, essa música é imbatível e se não tiver essa música não é programa sertanejo. Está surgindo gente nova como sertanejo universitário, mas isso aí é para a galera mais jovem, no sertanejo eu sou mais conservador, sou mais raiz.

JM: Quais as duplas sertanejas que passaram pelo seu programa?
Wantuil: Muitas, inclusive Gino e Geno eu já trabalhei com eles aqui em circos, em touradas. Gino e Geno decolaram com o sucesso já com 40 anos de carreira e é uma dupla que nunca deixou de gravar, sempre gravou. No ano que a dupla decolou com o sucesso foram apresentar em um circo em Simonésia e tinha 15 pessoas no circo a foto foi apresentada no programa do Raul Gil durante uma homenagem que a dupla recebeu.

JM: Você tem alguma história sobre o seu programa fora da emissora?
Wantuil: Muitas, fui recentemente a Ipanema e lá eu nunca tinha ido para fazer show, fui participar de uma roda de viola aí apareceram fãs de todos os lados pessoal do Mutum, Roseiral, tinha até gente de Brejetuba do ES. Teve um que chegou e falou “Wantuil é você? Eu achei que você era um gigante porque sua voz estoura no rádio” então ao me verem ficaram admirados porque sempre tem aquela curiosidade.

JM: Quais foram os profissionais do rádio que você gosta e admira?
Wantuil: Vou citar aqui três nomes, Enoque Passos grande radialista, Álvaro Alvim da Guarani de BH e o saudoso Edgar de Souza grande radialista de São Paulo. Tem também o nosso amigo Caxangá ele não sabia ler e escrever mesmo assim comandou um programa de rádio mais de 30 anos, “Arraiá do Caxangá” onde ele fazia a locução.

JM: Você alem de radialista é também compositor, fale de suas composições.
Wantuil: É realmente em 1983 eu fui o ganhador em Manhuaçu do Segundo Festival da canção Popular com a música “Armas nucleares” inclusive o saudoso Jairo Benedito tenente e cirurgião dentista, que na ocasião era do exército era fã da minha música que ganhou o festival. E o trio era muito bom Nil Ney e Nelinho, tem história esse trio, fizemos a preliminar de Xitaozinho e Xororó no estádio JK no auge do grande sucesso do “fio de cabelo”, fizemos a preliminar em Ibatiba quando se apresentou o Trio Parada Dura em uma grande festa produzida pelo Robertinho de Manhumirim. São 18 músicas gravadas, não tiveram sucesso de nível nacional, pois ficaram somente aqui na região, mas as músicas eram muito boas. Tenho certeza que se expandissem faria sucesso.

JM: O que gostaria de dizer nas suas considerações finais?
Wantuil: Eu gostaria de deixar um abraço para todos os leitores do Jornal das Montanhas e que Deus nos dê saúde para continuar na nossa caminhada. Gostaria de parabenizar a nossa emissora pelos seus 60 anos de comunicação. A gente começou nisso aqui do zero então podemos considerar aqui hoje um palácio em comparação do início, agora estamos satisfeitos com a nossa área que é uma área própria e fica na parte central, no coração da cidade.

1 COMENTÁRIO

  1. Bom dia !
    Meu nome é João Paulo, conheci um menico por nome Aldair Pereira de Souza,nascido em Dois Córregos SP dia 12/11/1995 .Ele nunca conheceu a mãe e não tem nenhum tipo de informação
    Conseguimos o RG dela e consta, que ela emitiu o RG em MAnhuaçu, o nome dela é Luciene do Carmo Souza filha de João Sebastião de Souza e Eva do Carmo Souza.
    Já a origem do documento do menino (Aldair) é de Jaú(mineiros do Tiête
    Bom se voces conseguirem algum tipo de informação que seja, algum parente, quaçlquer informação, nos ajudaria muito

    Desde já muito Obrigado
    João Paulo de Oliveira
    Limeira SP
    019-3441-1620

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui