Como manter o foco na hora de estudar

55

Suponha que você se matriculou em um supletivo em Joinville ou qualquer outra cidade do Brasil. Esse é o primeiro passo para voltar a estudar e completar o Ensino Fundamental ou Médio. Que ótimo! No entanto, agora começa um novo desafio: conseguir estudar de casa, mantendo o foco para isso mesmo depois de um longo dia de trabalho e das distrações do dia a dia.

Será que existe segredo de como manter o foco na hora de estudar? É claro que sim. Ter foco é uma questão de hábito, e hábitos podem ser aprendidos — em 66 dias, para ser mais exato. Assim, com um pouco de disciplina, é possível conseguir melhores resultados no seu estudo e manter o foco sempre em alta ao fazer as aulas de Ensino à Distância ou outros tipos de cursos feitos em casa.

Quer aprender como manter o foco na hora de estudar? Então siga a leitura do artigo abaixo com atenção!

5 dicas de como manter o foco na hora de estudar

1. Tenha um espaço adequado para estudar

A sala de aula funciona tão bem para os estudos por conta da forma com que ela foi planejada: carteiras ergonômicas com a mesa em uma altura confortável da cadeira, boa ventilação, iluminação forte e bem distribuída e a ausência de eletrônicos que distraem. Busque emular este ambiente em um cômodo ou em um espaço no seu quarto para conseguir ter o mesmo nível de atenção e foco nos estudos. De preferência, longe do centro de atividade da casa, caso você more com mais pessoas.

2. Siga um método de estudo

Existem diversos métodos de estudar depois do horário da aula, sendo o mais famoso a Técnica Pomodoro. Essa técnica é baseada em uma teoria que afirma que o ser humano é capaz de manter o foco mais acentuado durante 25 minutos. Portanto, o método consiste em fazer um planejamento de estudo de vários ciclos de 25 minutos separados por breves intervalos de 5 ou 10 minutos, dependendo da carga de trabalho.

Seja qual o método que escolher, o importante é manter uma rotina de estudo consistente, para que o corpo se acostume, e o cérebro passe a ficar mais receptivo para a aprendizagem quando chega a hora determinada para os estudos.

3. Crie um plano com base em suas fraquezas e forças

Estudar e se aprimorar naquilo que você tem mais afinidade pode parecer o melhor caminho, mas isso pode desbalancear o seu nível de conhecimento sobre as matérias. Entenda bem suas fraquezas e forças para decidir como montar a sua grade de estudos.

Por exemplo, se você gosta mais de física, e não entende muito bem a parte de literatura, dedique-se em estudar a primeira, porém busque novas formas de abordar a segunda, sem evitá-la. Faça cursos de reforço para suprir as matérias que têm mais dificuldade, se houver necessidade.

Uma forma de estimular seus pontos fortes é indo além da matéria estudada. Leia e veja vídeos sobre seus assuntos favoritos para avançar em suas paixões e entendê-las em sua totalidade.

4. Compartilhe seus estudos

Estudar com companhia tem inúmeros benefícios. Um deles é poder tirar dúvidas com alguém sempre que ficar parado em alguma questão, ao invés de ter de esperar a aula ou o professor para explicar. Outra vantagem é que explicar assuntos para outras pessoas é uma ótima maneira de fixar com naturalidade aquilo que está estudando.

Então combine com amigos de estudarem juntos. Fazer um grupo de estudos é melhor ainda, pois todos podem combinar seus pontos fortes para ajudar os pontos fracos de cada um, e ainda serve de incentivo para aumentar a frequência dos estudos, sem pular nenhum dia.

5. Faça mais exercícios práticos

A melhor forma de fixar um assunto é entendê-lo na prática. Por isso, quanto mais exercícios práticos, melhor. Assim você consegue também ver todas as variações de como aplicar seu conhecimento, desde as mais fáceis até as mais desafiadoras. Por exemplo, uma aula de matemática contém diversas questões práticas para que você seja capaz de, não só decorar a fórmula, mas também entender seu funcionamento a ponto de nem sempre precisar dela.

Exercícios práticos também são uma excelente maneira de captar a atenção: ao se deparar com um desafio que requer solução, o seu cérebro permanecerá com foco em resolvê-lo até encontrar a resposta. E quando encontrar, a recompensa corporal de dopamina fará com que tenha vontade de resolver mais exercícios.

Pronto! Agora que vimos essas dicas de como manter o foco na hora de estudar, ficou mais fácil conseguir se preparar para alcançar seus objetivos com base no estudo. Por exemplo, se você quer passar no vestibular ou apenas conseguir completar o curso do supletivo do Ensino Médio, você terá mais condições de alcançar essas metas agora que viu essas dicas.

Gostou do conteúdo? Então compartilhe as dicas em suas páginas nas redes sociais!

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui