Fabiano de Abreu lança seu oitavo livro visando uma nova ‘Filosofia na Educação Infantil’ 

155

Filósofo, jornalista e neurocientista lança livro dedicado à educação infantil atual com foco no ‘combate à dispersão’

A obra “Filosofia na Educação Infantil”, de Fabiano de Abreu, aborda técnicas e visões sobre o comportamento atual das crianças e como despertar seu interesse pelo conhecimento. 

Após sete obras contemporâneas em que cinco abordam a filosofia de maneira prática e palatável ao público, o filósofo, jornalista, neurocientista, neuropsicólogo e psicanalista Fabiano de Abreu lança seu oitavo livro: Filosofia na Educação Infantil. As leituras estão disponíveis em plataformas digitais em formato e-book na Amazon (Kindle) e Google Books. Até o fim do ano, o escritor pretende produzir dez livros digitais, totalizando 14 em sua carreira.

Para Abreu, em suas próprias palavras, a filosofia é a mãe das matérias, precursora na educação e a consciência da necessidade do conhecimento, além de ser hoje o remédio para a saúde mental e um futuro digno. A preocupação de Abreu é discutir métodos que tragam a vontade da criança em aprender e, com isso, diminuam a dispersão infantil para trazer conhecimento e implantar uma cultura de estudo. “E é na filosofia da educação que temos que buscar a adaptação para o método de ensino de acordo com a época, pois as mudanças acontecem, fazem parte da nossa evolução e nós temos que moldar a educação conforme a nossa evolução”, afirma.

Durante a pandemia, o autor produziu três obras para lidar com a quarentena: ‘7 pecados capitais que a filosofia explica’, o ‘Romantizando a filosofia’ e o ‘Filosofia do comportamento’. Abreu é um estudioso da mente e comportamento humano, conhecimentos aplicados nas suas obras. Com especialização em história da ética e moral pela universidade Carlos III e em idealismo filosófico e cosmovisão pela Universidade Autónoma, ambas de Madrid, na Espanha, ele se propôs a analisar tópicos específicos da psiquê, com também formação em psicanálise, que pela primeira vez estão sendo compiladas em obras literárias. Toda análise é feita pela ótica da filosofia, com base em seus estudos como psicanalista, neuropsicanalista e neurocientista com pós graduação por Harvard, nos Estados Unidos.

Os livros vendidos serão distribuídos gratuitamente para quem não tem condição de comprar. O nome do projeto de Fabiano de Abreu chama-se; Conhecimento para todos, em que, o autor tenta levar conhecimento para o máximo de pessoas possíveis. “Uma sociedade com conhecimento, além de manter a mente saudável, também favorece um melhor convívio e têm a consciência do necessário para um melhor bem estar.” 

Sobre o autor

  1. Neurofilósofo Fabiano de Abreu – neurocientista, neuropsicólogo, neuropsicanalista, neuroplasticista, psicanalista, psicopedagogo, jornalista, filósofo, nutricionista clínico, empresário e membro da Mensa, associação de pessoas mais inteligentes do mundo com sede na Inglaterra. Especialista em estudos da mente humana e pesquisador no CPAH –
  2. Centro de Pesquisas e Análises Heráclito. 
  3. Registro e currículo como pesquisador: http://lattes.cnpq.br/1428461891222558
  4. Sobre os Livros da série – Conhecimento para todos na quarentena 
  5. Título: 7 pecados capitais que a filosofia explica 
  6. Autor: Fabiano de Abreu 
  7. Editora: Independente 
  8. Disponível em: Amazon e Google Books (mundialmente) 
  9. ISBN: 9786500031614
  10. Ano de lançamento: 2020
  11. Preço: R$ 19,90 (amazon.com.br)
  12. Título: Romantizando a Filosofia
  13. Autor: Fabiano de Abreu 
  14. Editora: Independente
  15. Disponível em: Amazon e Google Books (mundialmente) 
  16. ISBN: 978-65-00-03357-1
  17. Ano de lançamento: 2020
  18. Preço: R$ 29,90 (amazon.com.br)
  19. Título: Filosofia do comportamento
  20. Autor: Fabiano de Abreu 
  21. Editora: Independente
  22. Disponível em: Amazon e Google Books (mundialmente) 
  23. ISBN: 978-65-00-03899-6
  24. Ano de lançamento: 2020
  25. Título: Filosofia da Educação Infantil 
  26. Autor: Fabiano de Abreu 
  27. Editora: Independente 
  28. Disponível em: Amazon e Google Books (mundialmente) 
  29. ISBN: 9786599231506
  30. Ano de lançamento: 2020
  31. Release 2

Ansiedade pode ser benéfica se for controlada, afirma psicanalista

Fabiano de Abreu, que é psicanalista, neurocientista e filósofo, explica que a ansiedade é um mecanismo de defesa do cérebro contra possíveis ameaças, o problema estaria no descontrole desta emoção

Não viver o presente por medo do que supostamente poderá acontecer, até que o “futuro” chega e nada acontece, a pessoa então fica frustrada por não ter feito o que deveria no tempo certo e passa a se sentir mais ansiosa com seus afazeres, agora somados com medo que ela já tinha do futuro. O ciclo da ansiedade é um mal presente nas sociedade contemporânea, “a ansiedade faz desperdiçar o presente por medo do futuro”, afirma o neurocientista, psicanalista e filósofo Fabiano de Abreu. No entanto, saber dosá-la pode ser benéfico.

Ele define a ansiedade como uma pendência, uma fuga da realidade, do presente e de tudo o que é verdadeiro. O ansioso se agarra a pensamentos fantasiosos em vez de se prender ao que concretamente tem naquele momento. “É uma necessidade de ter que resolver algo, esse desejo faz parte do instinto de sobrevivência, mas o que nem sempre fica claro é o que precisa ser resolvido”, define Abreu. O resultado, de acordo com o especialista, é o sentimento de impotência. No entanto, a ansiedade pode ser dosada e usada de maneira que seja uma mola propulsora. Fabiano de Abreu explica que a preocupação com o futuro vem da região mais primitiva do cérebro, aquela em que são armazenados os traumas, a negatividade, os medos e a consciência da fuga da realidade. “Isso é necessário para que possamos ‘nos salvar’, afinal, era na ansiedade que buscávamos a pulsão necessária para fugir do perigo desde os primórdios”, afirma.

Assim, o psicanalista define este sentimento como um recurso interno que busca memórias de medo para que a pessoa possa se defender ou buscar uma solução rápida. Um exemplo prático é o estudante que já foi mal na prova anterior e sabe que se for mal na próxima terá outra nota baixa e poderá ser reprovado, então ele estuda muito mais para evitar passar novamente pela sensação de fracasso.”Podemos dizer que essa é a razão dessa memória do medo permanecer em nós todos”, destaca. O problema atual é que as pessoas não tem dosado e usado de forma racional este recurso. “Estamos muito ansiosos hoje em dia porque temos já tantas pendências e ainda criamos diariamente mais”, destaca. São as contas que chegam, o desejo de adquirir o smartphone recém lançado, ver que ainda não conseguiu guardar dinheiro para o futuro, ter medo de não bater a meta do mês no trabalho, achar que precisa trocar de carro e diversos outros pensamentos que se forem analisados friamente não são urgentes ou difíceis de resolver. No entanto, é difícil analisar racionalmente, pois ao temer não conseguir cumprir as pendências e carregar o desejo de ter que solucionar tudo, o cérebro resgata as memórias negativas,que colocam o indivíduo em uma atmosfera pesada, isso faz o medo aumentar ainda mais.

As pendências são fruto das situações já vivenciadas, mas que não foram resolvidas. “Muitos conflitos emocionais que negligenciamos ao longo do tempo, que acreditávamos já ter superado, mas acabam ressurgindo de tempos em tempos para nos mostrar que não estamos no controle”, explica Abreu. Portanto, é crucial buscar ajuda profissional para olhar o presente com mais confiança, assim será possível evitar que o medo atinja níveis incapacitantes, “Poderá acontecer no futuro um estado de pânico que te dominará e você não perderá o controle de tudo, inclusive de você mesmo”, alerta. O resultado poderá ser quadros de Depressão ou até mesmo Síndrome do Pânico.

Neurofilósofo Fabiano de Abreu – neurocientista, neuropsicólogo, neuropsicanalista, neuroplasticista, psicanalista, psicopedagogo, jornalista, filósofo, nutricionista clínico, empresário e membro da Mensa, associação de pessoas mais inteligentes do mundo com sede na Inglaterra. Especialista em estudos da mente humana e pesquisador no CPAH – Centro de Pesquisas e Análises Heráclito. 

Registro e currículo como pesquisador: http://lattes.cnpq.br/1428461891222558

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui