Bragantino, Fluminense e América-MG se classificam à Libertadores

96

Massa Bruta e Coelho disputarão a competição pela 1ª vez na história

O Massa Bruta derrotou o Internacional por 1 a 0 no estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP), chegando a 56 pontos e garantindo o sexto lugar do Brasileiro. É a primeira vez que o clube do interior de São Paulo, que passou a competição inteira entre os seis primeiros colocados, disputará a Libertadores.

A partida caminhava para um empate sem gols até os 47 minutos do segundo tempo, quando Artur recebeu do também atacante Alerrandro e decretou o triunfo paulista. Com a derrota, o Colorado permaneceu com 48 pontos, em 12º lugar, tendo como consolação a vaga na próxima Copa Sul-Americana, da qual o Braga foi vice-campeão neste ano.

O Fluminense bateu a lanterna Chapecoense por 3 a 0 no Maracanã, no Rio de Janeiro, garantindo-se pela segunda temporada seguida na maior competição de clubes do continente. Os cariocas encerraram a Série A na sétima posição, com 54 pontos, ficando com a vaga na fase preliminar da Libertadores. O Verdão do Oeste, em contrapartida, despediu-se da primeira divisão com apenas 15 pontos, e a pior campanha de um clube na era dos pontos corridos, iniciada em 2003.

Os três gols saíram no segundo tempo. Aos três minutos, o lateral Marlon cobrou escanteio e o zagueiro David Braz concluiu para as redes. Aos 13, o atacante Luiz Henrique bateu da entrada da área, a bola acertou as duas traves e entrou. Nos acréscimos, o atacante Abel Hernández foi lançado na área e chutou no canto do goleiro João Paulo, definindo o placar.

Já o América-MG venceu o São Paulo por 2 a 0 no Independência, em Belo Horizonte, classificando-se pela primeira vez à competição continental. O Coelho foi a 53 pontos e manteve o oitavo lugar, assegurando a última vaga à pré-Libertadores. O Tricolor Paulista, com 48 pontos, encerra o campeonato na 13ª posição e disputará a Sul-Americana em 2022.

Assim como no Maracanã, as redes do Independência só balançaram na etapa final. Aos 12 minutos, Ademir recebeu passe de costas do também atacante Felipe Azevedo e finalizou no canto. Quatro minutos depois, o camisa 10 foi lançado pelo volante Juninho, tirou do goleiro Tiago Volpi e ampliou, fazendo o segundo dele, para festa da torcida mineira.

O Atlético-GO, que tinha chances de ir à Libertadores, venceu os reservas do Flamengo por 2 a 0 no estádio Antônio Accioly, em Goiânia, mas os triunfos de Fluminense e América-MG adiaram o sonho. O Dragão foi aos mesmos 53 pontos do Coelho, ficando atrás no saldo de gols. O Rubro-Negro carioca, com 71 pontos, finalizou o Brasileiro como vice-campeão.

Aos 36 minutos da etapa final, o volante Marlon Freitas cruzou pela direita e o atacante Lucão, de cabeça, abriu o marcador para a equipe da casa. Nos acréscimos, foi a vez de Marlon Freitas deixar o atacante Toró na marca do pênalti para desviar de primeira e definir a vitória atleticana.

Outro que sonhava com vaga na maior competição do continente era o Ceará, que teve a meta frustrada pela derrota por 1 a 0 para o Palmeiras, na Arena Barueri, na grande São Paulo. O Verdão, que foi a campo com reservas e garotos da equipe sub-20, encerrou a competição em terceiro, com 66 pontos. O Vozão, com 50 pontos, ficou em 11º, com vaga na Sul-Americana. O gol do triunfo alviverde saiu dos pés do atacante Kevin, aos 41 minutos do primeiro tempo.

Por Lincoln Chaves – Repórter da TV Brasil e Rádio Nacional – São Paulo

 

 

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui