Corinthians vence Palmeiras e volta à decisão do Brasileiro Feminino

85

Na quarta final seguida, Timão terá Avaí/Kindermann como adversário

Por Lincoln Chaves – Repórter da Rádio Nacional e da TV Brasil – São Paulo – Agência Brasil – São Paulo

Pela quarta temporada seguida, o Corinthians está na decisão da Série A1 (primeira divisão) do Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino. Nesta segunda-feira (16), o Timão venceu o derby paulista contra o Palmeiras por 3 a 0, disputado na Neo Química Arena, em São Paulo, e será o adversário do Avaí/Kindermann na final. Os jogos de ida e volta serão marcados pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), mas estão previstos para os dias 22 de novembro (próximo domingo) e 6 de dezembro.

O enredo do primeiro tempo na casa alvinegra não foi muito diferente daquele no Allianz Parque, onde as equipes ficaram no 0 a 0, na partida de ida. O Corinthians propôs o jogo e o Palmeiras adotou o contra-ataque como arma. A diferença é que, desta vez, o Timão foi mais perigoso. Aos 15 minutos, após cobrança de escanteio da meia Andressinha, a atacante Giovana Crivelari apareceu na pequena área e desviou por cima do travessão. Aos 20, a lateral Yasmin bateu falta e mandou na trave. No lance seguinte, Andressinha cobrou mais um tiro de canto e Poliana – lateral de ofício, mas que tem atuado como zagueira – desta vez mandou para as redes, de cabeça.

Tendo que mudar de postura, o Verdão deu espaços e gerou dois contra-ataques perigosos antes do intervalo. No primeiro, a atacante Adriana disparou a partir do campo de defesa e só parou na goleira Vivi. Na sequência, a meia Grazi – que vinha atuando quase como centroavante – recebeu cruzamento rasteiro pela esquerda, perto da marca do pênalti, e chutou rente à meta palmeirense.

O Palmeiras se reorganizou para atacar sem deixar tantas brechas. As palestrinas esboçaram uma blitz e tiveram boa chance aos 13 minutos, quando a atacante Carla Nunes aproveitou a sobra dentro da área e bateu em cima da zagueira Erika, que desviou para escanteio. As palmeirenses reclamaram de toque de mão da corintiana, mas o lance sequer precisou de revisão da arbitragem de vídeo (VAR) para não ser marcado.

O Timão respondeu com a entrada de Gabi Portilho, para puxar os contra-ataques. Na primeira bola, aos 24 minutos, a atacante avançou pela esquerda e rolou para Adriana, livre, bater por cima do gol. Aos 34, Portilho recebeu cruzamento pela direita, mas também chutou acima do travessão. Com o jogo sob controle, as alvinegras voltaram a balançar as redes. Aos 43, o gol da lateral Juliete – em impedimento – foi anulado. Nos acréscimos, a volante Ingryd fez um golaço olímpico e praticamente sacramentou a classificação do Timão. Ainda deu tempo da volante Diany fechar o marcador, no lance seguinte.

Confira a tabela completa da Série A do Campeonato Brasileiro.

 

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui