Bolsonaro manda general Mioto para reserva e muda parte do comando das Forças Armadas

250

General Geraldo Antonio Mioto, que comandava ações contra o coronavírus no RS, foi exonerado do Comando Militar Sul e mandado para a reserva

Por Renato Rovai e Plínio Teodoro

Em decreto com uma série de atos publicados no Diário Oficial da União nesta quinta-feira (26), Jair Bolsonaro dá mostras que está fazendo uma grande reestruturação no comando das Forças Armadas, aproveitando o período das promoções e movimentações internas dos oficiais que, segundo a Fórum apurou, acontece no mês de março.

Os atos, que resultam em uma série de exonerações e promoções, foram divulgados um dia depois do retorno do ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, general Augusto Heleno ao Planalto, após descumprir a quarentena por causa do coronavírus.

A principal baixa é do general Geraldo Antonio Mioto, que foi exonerado do Comando Militar Sul e mandado para a reserva a partir do dia 31.

A exoneração, ao que tudo indica, não era esperada pelo militar, que nesta terça-feira (24) ofereceu auxílio ao governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), no combate ao coronavírus e, em entrevista à rádio Gaúcha, anunciou a montagem de tendas próximo ao Hospital Conceição, em Porto Alegre, para receber pacientes suspeitos da covid-19 e assim desafogar a unidade principal da instituição.

“Para ter uma ideia dos meios que temos: estamos oferecendo uma estrutura militar montada trabalhando 24 horas por dia, sete dias por semana. Estamos prontos para, mais uma vez, apoiar a população”, disse, ressaltando que “Estamos em guerra” contra a Covid-19.

Para a caserna
Além do general Miotto, Bolsonaro destituiu do cargo de Chefe do Centro de Apoio Administrativo da Aeronáutica, o Brigadeiro Intendente Alexandre Santana Nogueira.

Outros militares foram transferidos para a reserva remunerada – como é chamada a aposentadoria na caserna. São eles:

  • Major-brigadeiro do ar, Mauro Martins Machado, do Comando da Aeronáutica
  • Tenente-Brigadeiro do Ar José Magno Resende de Araújo, do Comando da Aeronáutica
  • General de Divisão Combatente Pedro Paulo De Mello Braga
  • General de Divisão Combatente Elias Rodrigues Martins Filho;
  • General de Brigada Combatente Eugênio Pacelli Vieira Mota; e
  • General de Brigada Combatente Amadeu Martins Marto

Nomeações
O presidente ainda nomeia diversos oficiais-generais para cargos de comando na Aeronáutica. Seguem os nomes e os postos:

  • Tenente-Brigadeiro do Ar HERALDO LUIZ RODRIGUES, para exercer o cargo de Comandante de Operações Aeroespaciais;
  • Brigadeiro Intendente ALCIDES ROBERTO NUNES, para exercer o cargo de Chefe do Centro de Apoio Administrativo da Aeronáutica;
  • Brigadeiro do Ar RAMIRO KIRSCH PINHEIRO, para exercer o cargo de Comandante da Academia da Força Aérea;
  • Brigadeiro do Ar ANTONIO LUIZ GODOY SOARES MIONI RODRIGUES, para exercer o cargo de Comandante da Escola de Especialistas de Aeronáutica;
  • Brigadeiro do Ar JOSÉ RICARDO DE MENESES ROCHA, para exercer o cargo de Comandante da Ala 1 e, interinamente, o cargo de Comandante do Sexto Comando Aéreo Regional;
  • Brigadeiro do Ar LUIZ CLÁUDIO MACEDO SANTOS, para exercer o cargo de Comandante da Ala 5;
  • Brigadeiro do Ar LUIZ GUILHERME DA SILVA MAGARÃO, para exercer o cargo de Comandante da Ala 8 e, interinamente, o cargo de Comandante do Sétimo Comando Aéreo Regional;
  • Brigadeiro do Ar ADOLFO ALEIXO DA SILVA JUNIOR, para exercer o cargo de Chefe do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos;
  • Brigadeiro do Ar JOSÉ AUGUSTO PEÇANHA CAMILO, para exercer o cargo de Chefe do Subdepartamento de Administração do Departamento de Controle do Espaço Aéreo;
  • Brigadeiro do Ar PAULO RICARDO DA SILVA MENDES, para exercer o cargo de Comandante da Escola Preparatória de Cadetes do Ar;
  • Brigadeiro do Ar MARCIAL ANTONIO MARQUES FERNANDES, para exercer o cargo de Chefe do Centro Conjunto de Operações Aéreas do Comando de Operações Aeroespaciais;
  • Brigadeiro do Ar LEONARDO CHAVES RODRIGUES, para exercer o cargo de Comandante da Ala 9 e, interinamente, o cargo de Comandante do Primeiro Comando Aéreo Regional;
  • Brigadeiro do Ar MAX CINTRA MOREIRA, para exercer o cargo de Comandante do Centro de Instrução e Adaptação da Aeronáutica; e
  • Brigadeiro Engenheiro ALEXANDRE ARTHUR MASSENA JAVOSKI, para exercer o cargo de Diretor do Parque de Material Aeronáutico do Galeão.

Promoções
O decreto de Bolsonaro ainda promove diversos militares na estrutura do comando do Exército. São eles:
Ao posto de General de Exército:

  • General de Divisão Combatente FERNANDO JOSE SANT’ANA SOARES E SILVA; e
  • General de Divisão Combatente EDUARDO ANTONIO FERNANDES;

Ao posto de General de Divisão Combatente:

  • General de Brigada Combatente MARCOS DE SÁ AFFONSO DA COSTA;
  • General de Brigada Combatente JORGE ROBERTO LOPES FOSSI;
  • General de Brigada Combatente SERGIO LUIZ TRATZ;
  • General de Brigada Combatente MAURÍLIO MIRANDA NETTO RIBEIRO;
  • General de Brigada Combatente CARLOS ALBERTO DAHMER; e
  • General de Brigada Combatente PAULO ROBERTO VIANA RABELO;

Ao posto de General de Brigada Combatente:

  • Coronel de Infantaria CLÁUDIO HENRIQUE DA SILVA PLÁCIDO;
  • Coronel de Artilharia FERNANDO BARTHOLOMEU FERNANDES;
  • Coronel de Artilharia SÉRGIO REZENDE DE QUEIROZ;
  • Coronel de Engenharia MARCELO PEREIRA LIMA DE CARVALHO;
  • Coronel de Infantaria ALEXANDRE RIBEIRO DE MENDONÇA;
  • Coronel de Cavalaria JAYRO ROCHA JUNIOR;
  • Coronel de Infantaria ANDRÉ LARANJA SÁ CORRÊA; e
  • Coronel de Cavalaria ANYSIO LUIZ CRESPO ALVES NEGRÃO;

Ao posto de General de Brigada Intendente:

  • Coronel Intendente ANDRÉ LUIZ SANTOS DA SILVA; e

Ao posto de General de Brigada Médico:

  • Coronel Médico MARCO AURÉLIO NUNES PEREIRA.

 

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui