Após pedido do MP, Sabesp muda forma de calcular nível de água do Cantareira

164

A Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) alterou hoje (17) a forma de calcular o nível de armazenamento do sistema Cantareira. Após recomendação do Ministério Público, a empresa agora informa a quantidade de água disponível no reservatório em relação ao total possível de ser armazenado – considerando os dois volumes mortos (reservas técnicas) autorizados pelos órgãos reguladores: de 182,5 milhões de metros cúbicos e de 105 milhões de metros cúbicos, respectivamente.

Até hoje, a Sabesp informava o nível do sistema em relação apenas ao volume útil, sem considerar os volumes mortos. A alteração fez com que o nível do Cantareira (hoje em 150,6 milhões de metros cúbicos) passasse de 15,3% (usando o método anterior) para 11,9% (com a nova medição).

O volume total armazenável no sistema é de 1.269,5 milhões de metros cúbicos de água: 982 milhões de metros cúbicos do volume útil, somados aos dois volumes mortos, respectivamente 182,5 milhões e 105 milhões de metros cúbicos.

Agência Brasil.

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui