Aumenta o número de rodovias estaduais já liberadas ao tráfego na região serrana

149

As equipes do Departamento de Estradas de Rodagem (DER-RJ) já conseguiram liberar algumas rodovias estaduais afetadas pelo temporal do último dia 12. De acordo com o balanço divulgado hoje (18) pelo órgão, a RJ-148, rodovia que liga Nova Friburgo a Carmo, passando por Sumidouro, já está dando passagem, através de um desvio feito no próprio local, em Barão de Aquinos, onde até a noite de ontem (17) havia problemas de erosão que impediam o tráfego. A RJ-150, que vai de Nova Friburgo a Bom Jardim, já está com o tráfego liberado até Amparo (distrito de Friburgo), e o DER espera concluir a desinterdição da rodovia até quinta-feira (20).

O acesso a Bom Jardim ainda é muito difícil, porque a RJ-116 (Itaboraí-Nova Friburgo-Macuco) permanece interditada no km 102, devido à queda de uma ponte. A concessionária Rota 116, que administra a rodovia, já iniciou os trabalhos para a implantação de uma ponte provisória, que permitirá o tráfego de carros e caminhões de até 40 toneladas. Também devido à queda de pontes continua interditada outra estrada de acesso a Bom Jardim, a RJ-146.

A rodovia RJ-130, que interliga os municípios de Teresópolis e Nova Friburgo, está com tráfego liberado em meia pista e trânsito monitorado, devido às inúmeras quedas de barreiras e erosões. Segundo o DER, apenas veículos leves devem utilizar a estrada e os motoristas precisam ter atenção redobrada.

A RJ-142, que liga Nova Friburgo a Casimiro de Abreu, está com o tráfego liberado ao longo de toda a sua extensão, com a retirada de barreiras que obstruíam a passagem em vários pontos.

Permanece interditada, no entanto, a RJ-134, que dá acesso a São José do Vale do Rio Preto a partir da rodovia federal BR-116. Segundo o DER, a RJ-134 foi seriamente afetada por quedas de barreiras e de duas cabeceiras de pontes, além do desmoronamento dos taludes que dão sustentação à rodovia. Como a BR-116 permanece interditada, em ambos os sentidos, nos km 54 e 65, entre Teresópolis e Além Paraíba, ainda é difícil o acesso a São José do Vale do Rio Preto.

Segundo o DER, 250 homens, com o apoio de um grande número de equipamentos, como escavadeiras hidráulicas, retro-escavadeiras, tratores e pás mecânicas, trabalham para que nas próximas horas mais rodovias estaduais sejam liberadas ao tráfego. Com isto, poderá ser intensificado o auxílio às vítimas da catástrofe que ainda se encontram isoladas.

Agencia Brasil

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui