Comandante do Batalhão de São Gonçalo deixa prisão

166

O comandante do 7º BPM, em São Gonçalo, coronel Djalma Beltrami, foi solto na madrugada de hoje (21). No habeas corpus concedido ontem (20), o desembargador Paulo Rangel, do plantão judiciário do Tribunal de Justiça do Rio, alega falta de provas contra o comandante.

Beltrami havia sido preso pela Polícia Civil acusado de receber dinheiro do tráfico de drogas do Morro da Coruja, em São Gonçalo. Ele estava no quartel general da corporação, no centro, no momento da detenção. Ele assumiu o batalhão há três meses para substituir o coronel Cláudio Oliveira, acusado de ser o mandante do assassinato da juíza Patrícia Acioli, em 11 de agosto. A magistrada foi morta com 11 tiros quando chegava a sua casa.

As investigações da Polícia Civil começaram há sete meses para averiguar uma suposta ligação de traficantes do Morro da Coruja com policiais militares de São Gonçalo. Foram expedidos 24 mandados de prisão: 11 contra traficantes e 13 contra policiais militares do 7º Batalhão.

Agência Brasil

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui