Como o Ferro Que Com Ferro se Afia…

286
Wanderson R. Monteiro São Sebastião do Anta – MG

Desde a nossa infância somos formados e moldados de acordo com os costumes do meio no qual estamos inseridos. Enquanto crescemos, começamos a nos relacionar com o meio e com as pessoas ao nosso redor, estruturando assim nossa personalidade e jeito de ser.

No início, nossos relacionamentos se restringem ao âmbito familiar e, a partir deste, começamos a nos inserir no mundo, observando como o mesmo funciona, como as pessoas que o compõem agem, e aquilo que é ou não aceitável dentro das normas do mesmo.

Assim sendo, a forma como nos relacionamos uns com os outros pode formar tanto a nossa identidade e impulsionar nossas capacidades, como pode fazer o mesmo com aqueles que se relacionam com cada um de nós, proporcionando o crescimento e o aprendizado de ambas as partes. O relacionamento com as outras pessoas nos ensina a entender outros pontos de vista que nos escapam, devido a nossa finita capacidade de compreensão das coisas que vão além de nós mesmos, nos ensina a importância da convivência, e nos mostra o quanto necessitamos uns dos outros.

No livro de Provérbios, o sábio Salomão nos ensina que assim como o ferro afia o ferro e o torna útil para inúmeras coisas, assim faz o homem ao seu amigo, nos ensinando que o homem em seus relacionamentos, através do contato que ele mantém com os outros, ele se torna cada vez mais preparado e apto a desenvolver suas habilidades e capacidades por meio de sua interação com os outros, se tornando assim cada vez mais útil e capacitado para realizar incontáveis tarefas, transformando até mesmo toda a sua maneira de pensar e enxergar o mundo a sua volta.

Nesse mundo de interação social, onde cada vez mais a tecnologia aproxima os mais distantes e tem criado abismos entre aqueles que estão dentro da mesma casa, possamos entender e nos preocupar cada vez mais com os nossos relacionamentos, buscando nos transformar cada vez mais, através de nossas interações, através do aprendizado uns com os outros, nos tornando em pessoas melhores, e ajudar os outros a alcançarem o mesmo, para que todos possam viver em uma sociedade melhor, onde todos buscam o bem e a melhoria de todos, sabendo que todos podem contribuir para a boa formação e desenvolvimento uns dos outros.

Wanderson R. Monteiro
São Sebastião do Anta – MG
[email protected]

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui