CPI da Câmara Municipal de Durandé para apurar ausência do prefeito

84

A Lei Orgânica do município estabelece que o prefeito não poderá ausentar-se do município por mais de 10 dias, sem licença da câmara.

Por Devair G. Oliveira
O presidente da CPI falando a nossa reportagem disse que muitas perguntas foram feitas ao prefeito, a qual algumas ele não respondeu, afirmou que realmente está Cursando Residência Médica em São Paulo.

“Perguntei também a ele como fica a população de Durandé com o prefeito ausente, se ele acha legal fazer isso com a população de Durandé, já que ele fica a semana inteira em São Paulo, só retornando para a cidade sábado e domingo quando a prefeitura não tem expediente, ele respondeu que acha isso legal, nós ficamos muito preocupados e tristes com essa notícia, pois o povo de Durandé não merece ter esse tratamento”. Diz o vereador Bolinha

“Ficamos tristes com essa situação, pois ele leva todo mês mais de 20 mil reais do povo de Durandé. Penso que nós políticos eleitos pelo povo devemos dedicar ao máximo a população, já o prefeito disse que não precisa estar presente, pois pode assinar pagar e resolver muitas coisas pela internet, penso que as coisas não são bem assim, porque a lei diz uma coisa e o prefeito faz outra, imagina se a moda pega os prefeitos ausentando do município e administrando pela internet a bagunça que ficará o Brasil prefeito não cumprindo lei”. Argumenta o vereador Bolinha.

Segundo o vereador ele perguntou ao prefeito se é justo se ausentar do município recebendo mais de 20 mil reais por mês. Ele não soube responder.

“Agora vamos fazer o relatório final e encaminhar a justiça para ver se ela acata, vamos continuar com o trabalho dando satisfação ao povo do município, ao qual fomos eleitos para servir”. Finaliza o vereador Bolinha.

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui