Impostômetro bate record

314
Impostômetro
Impostômetro

O total de impostos pagos pelos brasileiros em 2010 chegou a R$ 100 bilhões na manhã da última sexta-feira (dia 29), quatro dias antes de a marca ter sido atingida em 2008 e 2009. Essa soma é calculada pelo “Impostômetro” da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) e abrange a arrecadação de impostos federais, estaduais e municipais. O Impostômetro pode ser consultado na internet no endereço www.impostometro.com.br.

Neste domingo, por volta do meio-dia, o total de impostos pagos desde 1º de janeiro deste ano já superava R$ 107,5 bilhões. Em 2005, a marca de R$ 100 bilhões só havia sido alcançada em 18 de fevereiro, de acordo com a ACSP.

Na quinta-feira, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse que o governo começará a retirar as medidas fiscais tomadas para socorrer a economia durante a crise e afirmou que os incentivos serão eliminados. Ele adiantou que a isenção fiscal (redução do IPI – Imposto sobre Produtos Industrializados) para os eletrodomésticos da linha branca acaba neste 31 de janeiro e o incentivo ao setor automotivo também tem data marcada para terminar.

Desde que foram criados, os incentivos passaram por várias renovações. Na véspera de seus prazos, o governo evitava dar indicações se manteria a medida ou não, até mesmo para incentivar os consumidores a manterem suas compras e não adiarem decisões.

Questionado se a decisão seria para valer desta vez, Mantega insistiu que sim, garantindo que não seria uma estratégia de comunicação do governo. “Achamos que, se a economia está crescendo, ela não precisa mais da ajuda do Estado.” Ele afirmou que os incentivos para a compra de veículos vão acabar em 31 de março. “Isso não será renovado.”

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui