Casos de mau atendimento são corriqueiros no SUS Manhuaçu

53

O problema de saúde no Brasil, está chegando em níveis insuportáveis, só pessoas bem calmas e desinformadas permanecem por tempo fora dos limites aceitáveis por qualquer cidadão que conhece seus direitos. Todos os dias dezenas de pessoas que procuram atendimento acabam desistindo e procuram um médico particular ou vão para os atendimentos alternativos que hoje não faltam em nenhum lugarejo, por menor que seja. Há 700 cidades brasileiras sem médicos.

São conhecidas como medicina alternativa e complementar as práticas, sistemas e produtos que não são consideradas parte da medicina convencional, também denominada medicina ocidental ou alopatia, praticada por médicos e profissionais como fisioterapeutas, psicólogos e enfermeiras.

A medicina alternativa inclui práticas como as acupunturas, quiropraxia, usam de produtos herbários ou botânicos, terapias de massagem, hipnose, técnicas de respiração, meditação, ioga, dentre outras. Estas práticas não substituem, porém complementam a medicina tradicional, por isso podem ser chamadas também de Medicina Complementar.

Os procedimentos da medicina alternativa e complementar não são reconhecidos cientificamente na maioria dos países e são exercidos no âmbito da prática privada. No entanto, são muitas as pessoas que recorrem a esse tipo de terapia para o tratamento de diferentes afecções como o tratamento da dor, síndrome do colo irritável, hipertensão, calores, transtornos de ansiedade, saúde mental, entre outros.

Imagino que se todas as pessoas que procuram atendimento no Serviço Único de Saúde tivesse paciência com certeza não haveria condição para nenhuma UPA, fazer atendimento de tanta gente e o mau atendimento acaba funcionando como filtro. Há casos que tem grande repercussão como o caso de Gutemberg que segundo seus familiares ele foi atendido por uma enfermeira e esta entendeu que Gutemberg não necessitava passar pelo médico, esse é o procedimento do UPA em Manhuaçu as enfermeiras é quem atende as pessoas e determinam se eles devem ou não passar pelo médico, isso se deve pela demanda.

A realidade é que não há médico suficiente para atender todos e cada localidade tem uma maneira de filtrar, pouco tempo ouvi uma declaração de um médico de um hospital do SUS e ele dizia que não havia possibilidade de atender todos os pacientes, ele disse que ia atendendo os que estavam em condições piores. Depois do caso passado os responsáveis querem responsabilizar a enfermeira, mas ela não tem poder de decisão e em qualquer lugar do mundo quando uma unidade de saúde não vai bem o responsável é o seu chefe.

Em Manhuaçu os três maiores responsáveis pelo funcionamento da UPA, em primeiro lugar o prefeito, ele é o gestor que escolhe seus secretários e o chefe da Unidade de saúde, em 2º lugar o médico Dr. Gulivert que é o Secretário de saúde, e depois o chefe da UPA, todos cumprem determinação do seu superior e acredito que nem uma enfermeira vai por conta própria ditar os procedimentos, todo funcionário que deseja manter seu emprego procura cumprir as determinações do chefe.

A situação é crítica em todo o Brasil acredito que qualquer prefeito sério que deseja mesmo ser atuante e demonstrar interesse poderia encontrar na iniciativa privada apoio para muitos problemas, esse negócio de achar que é o prefeito e não deve satisfação ao povo não é correta e não ajuda a municipalidade. Os problemas de Manhuaçu se agravam a cada mês e a prefeitura ficou isolada e sem prestigio, ninguém quer se associar a ela.

Falta humildade em nosso prefeito, sinceramente não entendo como um prefeito pode em pouco tempo perder tanta popularidade e principalmente seus amigos, são exatamente seus amigos que o abandonaram. Não tem boa relação com a Câmara Municipal, o Sérgio Breder, Adejair Barros, chegavam nos eventos e ia até as pessoas cumprimentando todos, isso só para citar os dois últimos prefeitos. Já o Nailton Heringer se não mudar vai ficar insustentável, para todo lado que você vá tem muita gente reclamando, sua popularidade caiu assustadoramente, isso é péssimo para o município, se continuar assim não vai demorar o povo começar a pedir sua cassação.

Fale com a redação [email protected] – (33)3331-8409

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui