Corrupção, Dilma, Lava Jato são os assuntos do povo

24

Para onde se vá, é inevitável, a conversa é a mesma, o mesmo se dá nas TVs, rádios e nos jornais é sobre a situação desconfortável em que passa o país com o governo da Presidenta Dilma. O que ela não pensava, talvez tenha que fazer que é a troca de Wagner por Mercadante. O governo avalia um troca-troca de ministros que pode ser a solução dos seus problemas: Jaques Wagner seria deslocado para a chefia da Casa Civil e Aloizio Mercadante passaria para o Ministério da Defesa. Com isso, Dilma atenderia a Lula e ao PMDB, como forma de melhorar a qualidade do diálogo com o Congresso, e colocaria Mercadante, num cargo que parece melhor neste momento. Mercadante é filho do general Oswaldo Muniz Oliva, de “linha dura”, e tem um irmão coronel. Sentir-se-ia à vontade no Ministério da Defesa.

Dilma também cessaria o incômodo dos militares com os “selinhos” de Jaques Wagner e suas atitudes carnavalescas demais para o cargo. Em contrapartida, Jaques Wagner é a antítese de Mercadante: do tipo simpaticão, tem livre-trânsito no Congresso e a estima de Lula e Dilma.

Pura lorota, o chefe da Casa Civil anda espalhando que, ao contrário de pedir sua cabeça, Lula quer Dilma reforçando seu papel no governo. É lorota. A coisa está complicando, Dilma é rejeitada até em reduto eleitoral do PT. Parece que caminha para a extinção.

Levantamento da empresa francesa de pesquisa Ipsos, realizado em São Paulo, Recife e Porto Alegre, entre 9 e 11 deste mês, revela dados alarmantes para o governo: 50% da população consideram a gestão de Dilma ruim ou péssima. A avaliação negativa de Dilma supera a positiva inclusive no Nordeste, onde ela teve grande votação. A pesquisa também aferiu o engajamento aos protestos de domingo (15). A luz vermelha está acesa, o percentual de pessoas que souberam dos protestos do dia 15 disparou nos dois últimos dias da pesquisa, subiu de 70% para 82%. E ninguém acredita na ladainha de que a crise atual se deve à crise econômica internacional não cola mais para 73% dos entrevistados. Nas motivações para o protesto aparecem: Corrupção (67%), Inflação (52%) e Impeachment (32%). Não me deixe só: Dilma proibiu os ministros de sair de Brasília, temendo os atos pró-impeachment de domingo.

Famosos convocam população para protestos contra Dilma.

As vésperas do ato marcado para domingo, os músicos Roger Moreira e

Lobão e o pastor Silas Malafaia gravaram vídeos nos quais pedem participação popular contra o governo federal.

A semana tem sido agitada nas redes sociais. Às vésperas dos protestos contra o governo da presidente Dilma Rousseff, marcados para serem realizados no domingo (15) em diversas cidades do Brasil, o assunto é só esse. E personalidades da mídia acostumadas a fazer declarações relacionadas à política no Brasil começam a se mobilizar para convocar a população a fazer das manifestações um grande sucesso de público para ao menos assustar as autoridades.

“Se você não concorda com este governo que está aí, se está com saco cheio de ser enganado, de ser roubado e de ser vilipendiado por um governo que faz o diabo para ficar no poder, no dia 15 de março vamos pra rua”, convocou Roger Moreira, líder da banda Ultraje a Rigor, que frequentemente faz críticas ao PT e à esquerda brasileira em seus posts no Twitter. As imagens foram divulgadas pelo Vem Pra Rua, movimento mais moderado entre os grupos organizadores do ato, cuja página no Facebook já foi curtida por quase 300 mil pessoas.

“Vamos mostrar para o mundo que não somos todos assim. A menos que você concorde com o governo ou tenha sido comprado com algum cargo público ou alguma grana pública, daí você fica em casa. A gente se vê no dia 15.”

Colunista da revista “Veja” conhecido por suas posições contundentes contra o Partido dos Trabalhadores e aliados do governo, o músico Lobão afirmou em vídeo ao lado do articulista Diogo Mainardi que “cada pessoa será importantíssima [no protesto] e terá papel definidor na história brasileira nos próximos anos”. “Precisamos de pelo menos um milhão de pessoas nas ruas”, disse ele. Neste domingo o povo dirá de sua insatisfação em que tomou conta do povo brasileiro. A roubalheira veio à tona, e agora o povo está enxergando a gravidade em que o PT causou ao Brasil.

Fale com a redação [email protected] – (33)3331-8409

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui