Energisa esclarece dúvidas de clientes sobre possibilidade de variação nos valores das contas de luz 

100

A Energisa esclarece que não houve, recentemente, reajuste de tarifa de energia e, portanto, não há aumento de valor na conta devido, exclusivamente, ao valor da tarifa. A empresa lembra que a conta de luz é calculada com base na tarifa de energia elétrica, que varia a cada local. Para emitir a conta de energia, a Energisa segue um calendário de leitura dos medidores que varia, entre 28 e 33 dias, em média. Neste mês de abril, excepcionalmente, o ciclo de leitura para apurar o consumo de alguns consumidores, chegou a 35 dias de consumo efetivo. Na maioria destes casos, o período de leitura anterior foi de apenas 28 dias. Essa informação consta na conta de energia e pode ser acompanhada pelo próprio cliente. Devido a essa variação de número de dias de consumo, alguns consumidores acabam tendo um consumo maior em determinados períodos e, por consequência, no valor da conta. 

O cliente deve ficar atento, também, ao valor da Taxa de Iluminação Pública, que varia pela faixa de consumo e por município. Outro ponto que é importante ser acompanhado pelo consumidor em suas contas de energia é a incidência de PIS e Cofins, que são tributos federais e com percentuais variáveis a cada mês impactando no valor final da tarifa. 

A Energisa solicita, também, que os clientes fiquem atentos ao aumento de consumo de energia durante o período de isolamento social. Como as pessoas estão passando mais tempo em suas residências, o consumo tende a subir, provocando o aumento do valor das faturas. Por esta razão, é de suma importância adotar hábitos de consumo consciente e reavaliar a utilização de alguns eletrodomésticos. Para conhecer dicas de economia, visite o canal da Energisa no Youtube em www.youtube.com/energisaoficial.    

Para os clientes comerciais, a Energisa ressalta seu esforço em evitar o faturamento pela média, para que o cliente tenha uma conta que reflita o que de fato foi consumido no período. Entretanto, alguns estabelecimentos comerciais estão fechados por determinação dos órgãos públicos e, em alguns, os medidores de energia ficam dentro do comércio que estão fechados. Nesses casos, a leitura é feita, obrigatoriamente, pela média. “Nesses casos, o ideal é que o próprio cliente faça a leitura (que chamamos autoleitura) e informe à empresa. Lembramos que a data prevista para a próxima leitura vem na conta do consumidor e cada um pode realizar a autoleitura até três dias antes desta data e informar à Energisa através de um dos canais de atendimento”, explica Luciano Lima, gerente de Serviços Comerciais. 

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui