Altair Campos X Dudu Nobre

441

Da redação do Jornal das Montanhas.
É muito simples explicar o que ocorreu com o show de Dudu Nobre em Manhuaçu, dia 6 de novembro de 2009, faltou jogo de cintura do secretário Altair Campos, ele deveria ter tido calma para não colocar mais lenha na fogueira. Em situações de pressão devemos agir com a razão e não com o coração. Penso que foi um erro deixar o homem provocar o cantor, tudo tem limites e entrar na vida intima das pessoas provoca reação às vezes inesperadas e foi o que aconteceu Dudu também não teve calma suficiente para contornar a situação, já vi coisas piores em que o cantor se saiu muito bem. Espero que quem conheça Dudu possa transmitir o nosso recado, estamos colocando o Jornal das Montanhas para que ele dê sua versão dos fatos, já que depois do ocorrido  não conseguimos falar com o cantor. Afinal ele tem muitos fãs por todo o Brasil, e seus fãs desejam saber os fatos diretamente dele. Entenda porque o show acabou antes da hora e tire suas conclusões: A confusão do show que não terminou

Show de Dudu Nobre Causa Polêmica em Manhuaçu

Dudu Nobre
Dudu Nobre

De Teógenes Nazaré-TV Catuaí-Manhuaçu MG para o Jornal das montanhas. Dudu Nobre chegou ao Parque de Exposições da Ponte da Aldeia, por volta de 23:30 horas, atendeu a imprensa e vários fãs com muita atenção e carinho. O exemplo de carisma do cantor carioca foi característica também da abertura do show que começou por volta de meia-noite. Tudo corria bem, durante os trinta primeiros minutos da apresentação. De repente, o público começou a assistir uma troca de ofensas do cantor com uma pessoa perto do palco. No meio do povo, um homem gritava xingamentos e provocações para Dudu, falando do fim do relacionamento dele com Adriana Bombom. Por cinco vezes, o artista queria que a polícia ou os seguranças retirassem o provocador. Depois de chamar o rapaz para brigar e também rebater as provocações, Dudu decidiu encerrar o show, alegando que não tinha segurança. Tocou a música tema de A Grande Família e um samba-enredo e em seguida desceu do palco cercado de seguranças. BARRACO duduUma pessoa conseguiu acabar com o show de Dudu Nobre. Ele encerrou com 45 minutos, a apresentação que foi contratada para 90 minutos. O diretor de cultura, Altair Campos Júnior, se sentiu na obrigação de pedir desculpas ao público pelo encerramento antecipado do show, mas ao falar que faltou profissionalismo e humildade do artista, foi interrompido bruscamente. Dudu ouviu as críticas de Altair, subiu ao palco e tomou o microfone bruscamente das mãos do diretor. Ele reafirmou que não faltava humildade e sim segurança. Seguranças de Dudu seguraram Altair, enquanto a “turma do deixa disso” tentavam acabar com o “barraco show”. O clima acabou esquentando, Dudu Nobre desceu para a van, reclamou da postura e foi embora. Ele reafirmou apenas que levou uma impressão boa das pessoas da cidade, apesar de não achar o mesmo da organização do evento. Acabada a confusão, quase trinta minutos depois, Altair voltou ao palco e pediu novamente desculpas ao povo, alegando que todos eram testemunhas da quebra de contrato. SEGURANÇA Apesar do problema, a reclamação de que não havia segurança não procede. Com um esquema elaborado há mais de 20 dias, havia policiais, ambulância, bombeiros e seguranças particulares em toda a área do Parque de Exposições. Eles vigiavam até os carros nos estacionamentos. Quem esteve no palco e camarim notou seguranças nas entradas. No palco, oito pessoas ficaram entre o público e o artista fazendo a proteção e contendo excessos. Equipes da Polícia Militar acompanharam todo o local. Um detalhe importante, os seguranças particulares eram os mesmos e na mesma quantidade de shows de grandes artistas que se apresentam em Manhuaçu. Como alegar que faltava segurança nesse show, se para cantores como Victor & Léo, Banda Calipso e Jorge & Mateus atenderam plenamente. Acontece que o homem que provocava Dudu Nobre não brigou ou agrediu as outras pessoas. Ele apenas usava do seu direito de gritar e criticar o show. Se faltou profissionalismo do cantor, a confusão poderia ter acabado ali. A cena toda no palco não precisava ter acontecido. O que não se pode tolerar é que uma pessoa saia falando mal da cidade por conta de um episódio isolado. Manhuaçu tem tudo para brilhar pelas boas festas e tomara que, nos próximos dois dias, a festa celebre a paz. Neste sábado a tarde o diretor de cultura comentou sobre o ocorrido. Segundo Campos Júnior em entrevista ao Portal Manhuaçu.com, sobre a discussão entre ele e o cantor Dudu Nobre, durante a abertura da Feira da Paz, no Parque de Exposição, na noite dessa sexta-feira. A alegação de falta de segurança por parte do cantor não procede e a ação do diretor em discutir com o artista em cima do palco foi para defender o público presente e a cidade. “Infelizmente tivemos a abertura da Feira da Paz com um artista que demonstrou falta de profissionalismo nunca antes vista no showbuziness brasileiro. Tivemos problemas com ele desde o momento em que chegou a Manhuaçu e ao longo de toda a tarde criou uma série de dificuldades, inclusive tecendo várias opiniões sobre a cidade”, comentou Altair. 07-Nov-2009 – 14h27 O diretor falou sobre a atitude do cantor. “Fomos surpreendidos pela postura do Dudu Nobre no palco ao encerrar o show e buscar mecanismos para finalizar a festa e ainda mais que existe um contrato determinando que o show tivesse a duração de 1h45 é a disposição contratual específica e sabemos que o artista teve show no Rio de Janeiro na noite anterior, chegou a Manhuaçu demonstrando um despreparo e no sábado iria fazer um show no Rio Grande do Sul e teria que pegar o avião no Rio às 8h00, então tenho plena convicção de que houve má fé de realmente parar a festa para cuidar do seu problema pessoal, já que ele tinha recebido o cachê”, argumentou Campos Júnior. Altair destacou o planejamento feito em busca de proporcionar maior segurança à população. “Tínhamos neste ano três equipes particulares de segurança totalizando mais de 100 homens, então além disso, ele (Dudu Nobre) criticou o trabalho da Polícia Militar, sendo que a corporação sempre foi muito exemplar em sua atuação”, disse. “Jamais houve situação de bailarina que foi agarrada, sapato não foi jogado e está tudo filmado e registrado. Foi uma falta de profissionalismo do cantor. Dudu Nobre tem um histórico de situações problemáticas em shows realizados de brigas. Nós não temos nada a ver com problemas pessoais dele, mas ficou claro que ele descontou na cidade com as críticas que fez. Acima de tudo ele desrespeitou o público”, acrescentou o diretor. “Tem outra coisa, nos bastidores houve uma pressão da equipe do cantor para o show começar às 21h00, o que levou um desgaste antecipado. Eles queriam impor o horário do show, o que não existe. Contratante é quem determina a hora que o artista vai subir ao palco e não o contrário”, contou.

17 COMENTÁRIOS

  1. Nossa, foi uma tremenda falta de respeito do diretor de cultura Altair, nao achei legal, eu no lugar do Dudu faria o msm, pois ele tem cultura e elegancia, para nao causar mais discusao na frente dos fãs.
    Eu como fã de Dudu, entendo seu lado.
    Já o diretor de cultura dessa cidade de Minas, acabou envergonhando o povo Mineiro como eu.
    É UMA VERGONHA ENTRAR NA VIDA ÍNTIMA DAS PESSOAS, ESSE SUJEITO NAO TINHA O DIREITO!!!
    QUE VERGONHA SEU DIRETOR DE CULTURA(que não tem nenhuma) que vergonha!!!

  2. O Dudu errou porque deveria ser profissional e continuar, apesar das provocações.O secretário da cidade não deveria ter respondido nesse tom, inclusive incitando a platéia.Á única que não errou foi a Bombom, fez bem cornear esse mala

  3. Ja vi políticos de toda especie e confesso todos me enojaram,mas do tipo secretário da “curtura” criticando e expondo publicamente todos os cariocas como desordeiros. Toma vergonha senhor “curtura”. Acredite não julgamos cidadãos espiríto santense baseado em vc.Seria cruel de mais para este belo e respeitoso povo.Se manca “COISA”.Infelizmente eu estava presente neste festival de pouca vergonha.
    Podem contar o que quiserem,para mim valera sempre o que vi e vc sabe o quanto foi preconceituoso
    como povo carioca e desrespeitoso com um artista consagrado nacionalmente independente de ser carica ou não. Não é preconceito!!! é um conceito “Voce é um idiota”.

  4. secretario. ano que vem tem mais é ´´noís´´ na fita hahaha!!!!! chooooooooora concorrencia nossa cidade não pode ter segurança melhor assim do que certas cidades cariocas ah ´´nossa ´cidade é muito unida e tambem muito ajitada se pintar alguma confusão estamos com ALTAIRZAAAAAAAAAAO´´.

  5. OLHA COMO UM BOM MINEIRO NÃO ADIMITO FALAR MAL DA NOSSA SEGURANÇA DE MINAS, POIS ESTIVE A POUCO DIAS NA CIDADE MARAVILHOSA, E CONFESSO VI POUCOS POLICIAIS, CONFESSO TBÉM FIQUEI COM MEDO MAS NADA ME ACONTECERA, OLHA PARAR O SHOW POR FALTA DE SEGURANÇA ALEGANDO ESTAR SENDO AMEAÇADO POR UM FÃ, OLHA FIQUEI UM POUCO REVOLTADO POIS ACREDITO EU QUE JÁ ESTARIA ACOSTUMADO POIS VIERA DE UMA CIDADE VIOLENTA, AGORA O CIDADÃO ALTAIR NÃO DEVERIA TOCAR EM SUA VIDA SENTIMENTAL, AMBOS ESTÃO ERRADOS E NÃO APOIO NENHUM E NEM OUTRO, POIS É OBVIO O ALTAIR CERTAMENTE PROTEJERIA SUA CIDADE OS QUE PAGARAM INGRESSOS, E SR DUDU NOBRE COM CERTEZA JÁ ESTARIA MESMO ANTES INFLAMADO DEVIDO SEU RELACIONAMENTO TER ACABADO, CONCLUSÃO.
    ACHO QUE DUDU NOBRE DEVERIA FAZER OUTRO SHOW EM MANHUAÇU PARA ALEGRAR O POVO DA CIDADE POIS DEIXOU MAL IMPRESSÃO EM TODO BRASIL, E SEUS DEZ ANOS DE FESTA SE ACABARIA MAL POR UM BARRACO QUALQUER, E NÃO OUVESSE PROCESSO DE AMBAS AS PARTES, TUDO NA PAZ. CADA UM NO SEU QUADRADO.
    ABRAÇOS

  6. tudo foi em excesso, mas o que dudu nobre fez é inaceitavel. dizer que nao havia segurança, como reclamar de segurança se ele mora na cidade mais violenta do país!, se estava triste com separaçao de Adriana ficasse em casa chorando as magoas….

  7. o senhor altair campos jr, ja e conhecido na regiao de manhuaçu nao pelo trabalho que ocupa em manhuaçu mas sim pela participaçao nas ocorrecias policiais, altair em toda festa que comparece , tem que apronta, ate fuge da poçicia ele ja fugil.

  8. Sou mineiro, mais felizmente não sou de Manhuaçu, não gosto de samba, muito menos de política, mas aí seu diretor, são todos que são carentes de cultura como o senhor?
    a matéria não diz ainda que o senhor Altair ao pedir desculpas para o povo (humilhou o cantor), chamou-o de babaca, e na boa Dudu Nobre foi besta também porque eu mesmo daria era uma boa bordoada nesse diretor, se acaso fosse comigo.

    Quanto a população de Manhuaçu, mostrou tão pouca educação que seguiam os caras no palco, quando ele levantavam as mãos para o alto, afim de incentivar a baderna!

    Triste!

  9. Infelizmente determinadas atitudes expõe muito mais a cidade do que a própria pessoa. Secretário (a) de Cultura deveria planejar e coordenar o apoio e a execução de atividades para a difusão e formação cultural, bem como a valorização das raízes culturais da população e o desenvolvimento da cidadania no município e não escandalos.
    No entanto, problemas em eventos “culturais” em Manhuaçu são frequentes, porém pouco divulgado pelas mídias. Acontece que na administração municipal só tem “peixinho de costa larga” além de manipulação de notícias.
    Sou prova do descaso que o sr. Altair Campos Jr. faz com equipes de imprensa em eventos promovidos por ele. Além do descaso fui impedida de realizar meu trabalho várias vezes.
    Dudu Nobre não foi contratado para falar de sua vida particular e muito menos para ser agredido verbalmente; estava fazendo o que era de “obrigação”: cantar! Já os seguranças deveriam cuidar para que não ocorresse nenhuma confusão (afinal, pra que servem os seguranças?). Claro que, se ele não desempenhou sua função, ficou “invisível” aos olhos. Quanto ao secretário de cultura, mais um “papelão”. Esta encarregado de promover shows, mas não consegue dominar uma situação sem perder a razão, tanto que não conseguiu se explicar direito nas entrevistas (faltou ética profissional, e isso realmente não se explica).

    Obs.: Aos que dizem que Dudu não tem direito de dizer que Manhuaçu não tem segurança porque mora em uma cidade violenta, nao condiz. Assim como a violencia no RJ está concentrada em periferias e é proporcional ao tamanho da cidade, Manhuaçu também tem muita violência concentrada em suas áreas e é proporcional ao tamanho da cidade. Sem falar que, a falta de segurança que ele faz referencia, é no palco, coisa que no RJ é muito bem feita.

  10. Olha, ficou muuuuuuuuuuuuiiiiiiiiiiiiiiiiiittttttttoooooooooooo ruim esse fato pra cidade de vocês viu… Se eu fosse o prefeito mandava esse tal secretário pro olho da rua… Não teve equilíbrio e nem bom senso em lidar com a situação… MUITO FEIO!!!!!!!!!

  11. toma xx xx Dudu!!!
    a adriana é muito bombom pra tua caixinha de biz

    vaza malandro que homem que vai para tv falar mal da mãe dos filhos não presta!!
    Dudu Bóbisss!

  12. Eu também gostei de ver um político defender e representar tão bem o seu povo, com classe e elegância fora dos palcos.

    A turminha da TV deu um chá de cadeira no Secret. Altair Campos Jr quando o chamou para o programa e depois de muito blablabla, propaganda, fofoca e conversa fiada concedeu apenas 1min no final do programa pro cara falar, e mesmo assim ele manteve a classe e mostrou que é de políticos assim, que defendem valores, que este país precisa.

    Meus parabéns!

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui