Hospitais mineiros recebem prêmio por boa qualidade no atendimento

363

Governo de Minas entrega Prêmio Célio de Castro a hospitais

Inauguração da Recepçao do Hospital Cesar Leite em Manhuaçu MG
Inauguração da Recepçao do Hospital Cesar Leite em Manhuaçu MG

Premiar e valorizar quem oferece atendimento de qualidade em saúde para a população em Minas é o objetivo do Prêmio Célio de Castro, entregue nesta quinta-feira (26), pela Secretaria de Estado de Saúde (SES), a quatro hospitais do Estado. De acordo com o secretário de Estado de Saúde, Marcus Pestana, “os avanços na saúde pública em Minas Gerais são uma conquista coletiva de todos os profissionais”.

Do primeiro ao quarto lugar, foram premiados o Hospital das Clínicas da UFMG, Hospital César Leite de Manhuaçu, Santa Casa de Misericórdia de Juiz de Fora e Santa Casa de Misericórdia de Belo Horizonte. Cada entidade receberá respectivamente R$ 400 mil, R$ 300 mil, R$ 200 mil e R$ 100 mil. A premiação é destinada aos hospitais do Pro-Hosp, um dos principais programas estruturadores da saúde estadual.

Todos os representantes dos Hospitais Pro-Hosp participaram do evento e os ganhadores reforçaram a importância desse reconhecimento por parte do Estado. “É de suma importância para nós essa premiação, porque valoriza o empenho dos profissionais e o nosso formato de gestão”, disse a diretora geral do Hospital das Clínicas da UFMG, Tânia Mara Assis Lima,.

O provedor do Hospital César Leite, de Manhuaçu, Fernando Gonçalves Lacerda, falou sobre a contribuição do Pro-Hosp para o sucesso da gestão das instituições hospitalares da rede pública. “Este programa é um verdadeiro divisor de águas para nós. Hoje, com o apoio do Estado, conseguimos realizar uma gestão muito estável, contribuindo para o bem-estar de todos”, destaca.

Os filhos do ex-prefeito Célio de Castro, Marcelo e Rodrigo de Castro representaram a família na solenidade. Marcelo avaliou a relevância da premiação. ”Vejo aqui o reflexo de muitos dos princípios que meu pai acreditava”, disse. Marcus Pestana finalizou reforçando a importância da colaboração dos profissionais de saúde. “Não tenho dúvidas de que, mesmo com as dificuldades do SUS, vale à pena investir nessas políticas”, concluiu.

O Prêmio

Luiz Eduardo, da Associação Hospitais de MG, Lisimar Campos, da Melhoria da qualidade e empreendedora da SAEC, Marcelo de Castro, representante da familia Castro, Jaqueline Sales, cooerdenadora do Pro Hosp e César Vieira, do IBEDES.
Luiz Eduardo, da Associação Hospitais de MG, Lisimar Campos, da Melhoria da qualidade e empreendedora da SAEC, Marcelo de Castro, representante da familia Castro, Jaqueline Sales, cooerdenadora do Pro Hosp e César Vieira, do IBEDES.

O prêmio é realizado desde 2008 e acontece em duas etapas. Na primeira, os 130 hospitais do Pro-Hosp, são avaliados no que diz respeito à infraestrutura, atendimento e equipamentos disponibilizados. São 2.500 itens analisados. Dez entidades são selecionadas para a segunda etapa.

No segundo momento os hospitais passam por uma visita presencial e são ponderados os quesitos instituições que aplicam suas ações em conformidade com os Programas Estruturadores da SES, profissionais do hospital que tenham participado do curso de especialização em Gestão Hospitalar oferecidos pela Escola de Saúde Pública de Minas Gerais (ESP/MG), e capacidade de atender às demandas das comunidades atendidas. A partir daí, são selecionados quatro instituições para serem premiadas.

A avaliação é realizada por profissionais da SES e da Associação Médica de Minas Gerais. Todo o processo é acompanhado por uma comissão julgadora formada por profissionais renomados em Gestão Hospitalar de fora da esfera da Secretaria que valida o processo.

As premiações serão revertidas em melhorias para população. Além de dar visibilidade a quem presta um serviço relevante, o programa contribui para o ambiente de trabalho das entidades. “Já ouvimos relatos de profissionais que nos disseram que o prêmio foi um divisor de águas para o hospital, contribuindo positivamente para o clima organizacional. Isso motiva os profissionais da rede pública a alcançarem melhores índices de desempenho”, diz a coordenadora estadual de Melhoria da Qualidade, Lismar Campos.

O Pro-Hosp é um programa de caráter inovador no Brasil. O empreendimento altera a relação convenial para um acordo contratual, entre Estado e hospitais públicos e privados sem fins lucrativos que atendem pelo SUS. Possibilita levar atendimento de qualidade, atendendo às demandas dos cidadãos o mais próximo de suas residências, otimizando a eficiência dos hospitais. Este modelo visa fazer com que o paciente se desloque o mínimo possível para receber assistência médica, evitando inclusive viagens para os grandes centros ou para Belo Horizonte.

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui