Índios marubo estão ajudando FAB a localizar os dois desaparecidos de acidente aéreo

291

Os índios da etnia marubo estão auxiliando a Aeronáutica nas buscas pelos passageiros desaparecidos do avião da Força Aérea Brasileira (FAB) que se acidentou ontem (29) na região amazônica. Segundo a Fundação Nacional do Índio (Funai), os índios de duas aldeias próximas ao local onde o avião fez um pouso forçado navegam pelo Rio Ituí à procura de João de Abreu Filho, funcionário da Funasa, e do suboficial Marcelo dos Santos Dias.

A Aeronáutica, em nota, divigulgou um “possível óbito” no acidente. Há pouco, o órgão informou que essa hipótese não se confirmou e que tanto Filho quanto Dias são dados como desaparecidos.

O avião, um C-98 Caravan, foi localizado pelos índios matis da Aldeia Aurélio na noite de ontem. A aldeia dos matis fica a cerca de duas horas do rio onde o avião fez um pouso forçado.

Após retornarem à aldeia hoje (30) cedo, os índios contactaram a administração da Funai em Atalaia do Norte (AM) e informaram sobre a localização do avião acidentado e seus sobreviventes.

O ministro da Defesa, Nelson Jobim, afirmou estar satisfeito e aliviado com o resgate com vida de nove dos 11 ocupantes do avião da Força Aérea Brasileira (FAB) que se acidentou ontem (29), na Amazônia.

Em nota oficial divulgada esta tarde, Jobim manifestou sua solidariedade aos parentes dos dois ocupantes da aeronave que continuam desaparecidos.

“Esses brasileiros reforçam em nós o sentimento de gratidão aos milhares de irmãos – civis e militares – que dedicam suas vidas ao apoio das populações carentes nas mais remotas regiões do Brasil”, declara Jobim na nota.

Entre os sobreviventes estão três militares e seis funcionários da Funasa (primeiro-tenente Carlos Wagner Ottone Veiga, segundo-tenente José Ananias da Silva Pereira, primeiro-sargento Edmar Simões Lourenço, Josileia Vanessa de Almeida, Maria das Graças Rodrigues Nobre, Maria das Dores Silva Carvalho, Marina de Almeida Lima, Diana Rodrigues Soares e Marcelo Nápoles de Melo).

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui