Inspeções contra furto e fraude na rede elétrica encontram 440 irregularidades

18

Total de energia recuperada foi de 1,4 milhão de quilowatt-hora nos 66 municípios da área de concessão da Energisa em Minas Gerais

Energia poderia abastecer mais de 11 mil famílias por um mês. 

A Energisa está reforçando as ações de combate às fraudes e furtos de energia para que os clientes recebam energia de qualidade. Já foram realizadas cerca de 5 mil inspeções este ano nos 66 municípios atendidos pela distribuidora, 30% a mais se comparado com o número de inspeções realizadas em 2020.

Estamos retornando aos índices pré-pandemia e trabalhando para reduzir cada vez mais as fraudes e furtos, já que prejudicam a qualidade da energia. Isso porque a empresa se prepara para entregar uma determinada quantidade de energia, mas a demanda é muito maior onde existe ligação clandestina”, explica Luciano Lima, gerente de Serviços Comerciais da Energisa.

Neste ano, de janeiro a novembro, a Energisa em Minas Gerais constatou cerca de 440 irregularidades na rede elétrica. O total de energia recuperada foi de 1, 4 milhão de quilowatt-hora, suficiente para abastecer mais de 11.500 famílias pelo período de um mês. O valor recuperado foi de mais de R$ 1,5 milhão.

“Devemos agir de forma coletiva para que a energia chegue com qualidade e segurança a todas às casas. Além do custo para todos os clientes, uma ligação ilegal, o ‘gato’, afeta a distribuição de energia dos vizinhos e pode até provocar interrupção no fornecimento. Além disso, ao realizar um procedimento ilegal na rede elétrica a pessoa coloca a sua própria vida e a de terceiros em risco”, reforçou Lima.

A fiscalização é uma rotina da distribuidora, principalmente quando as unidades consumidoras apresentam grandes variações de consumo ou denúncias são realizadas. Algumas ações contam com o poio da Polícia Civil. “Empregamos tecnologia de ponta e ações de inteligência coordenadas no combate das irregularidades, mas sabemos que a população tem papel fundamental nisso, denunciando pelos nossos canais de atendimento”.

Neste ano, a empresa investiu cerca de R$ 2 milhões em tecnologia e ações para coibir os crimes, por meio de inspeções de rotina, regularizações de medidores, instalações de blindagens e substituição de equipamentos de medição. Os medidores são certificados pelo INMETRO, chegam ao estado lacrados e são lacrados depois de instalados na casa do cliente. Só os técnicos da empresa podem mexer no medidor.

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui