Brasil poderá ultrapassar meta de redução do desmatamento e chegar a 90% até 2020

354
0 ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, fala no lançamento do Programa Nacional de Redução e Substituição do Fogo nas Áreas Rurais e Florestais
0 ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, fala no lançamento do Programa Nacional de Redução e Substituição do Fogo nas Áreas Rurais e Florestais

O Brasil poderá ultrapassar a meta de reduzir o desmatamento na Amazônia em 80% até 2020 e chegar a uma redução de 90%, disse hoje (8) o ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, durante apresentação do Programa Nacional de Redução e Substituição do Fogo nas Áreas Rurais e Florestais (Pronafogo)

Segundo o ministro, a entrada de recursos do Fundo Amazônia, a sanção do Fundo de Mudanças Climáticas, e os recursos que serão trazidos pelo Mecanismo de Redução de Emissões por Desmatamento e Degradação (REDD), entre outras ações, poderão fazer com que o Brasil ultrapasse a meta de 80%.

“Acho que podemos chegar a 90% de redução de desmatamento em relação ao mesmo período. Para isso, esse trabalho de integração, de prevenção e planejamento no combate às queimadas é fundamental. Porque o desmatamento e as queimadas representam 18% de toda a emissão de CO2 no mundo, mas no Brasil chega a mais de 60%”, explicou.

O ministro disse ainda que o Pronafogo poderá ser um mecanismo importante para que o Brasil alcançe a meta de redução de gases poluentes proposta para o Brasil. “Esse plano vai reduzir incêndios e queimadas no Brasil. Já é o inicio do cumpra-se das metas que o Brasil anunciou para o mundo”, disse.

Minc afirmou ainda que o Pronafogo vai integrar ações de vários órgãos como o Instituto Chico Mendes, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Corpo de Bombeiros e Defesa Civil. “Isso vai ser sistematizado para todo o Brasil. Prevenir, integrar e planejar significa otimizar os recursos humanos e materiais de modo a diminuir muito os incêndios que prejudicam o clima e a biodiversidade”, afirmou.

Segundo informações do ministério, a meta do programa é reduzir em até 25% a área queimada, principalmente nas regiões onde há áreas protegidas entre 2009 e 2010. Até 2013, a intenção é reduzir em 75% a área queimada.

Também devem ser contratados 2.572 brigadistas em 92 municípios que não possuem unidades de Bombeiro Militar até 2013. Além disso, serão adquiridos até 2013 equipamentos como lanchas, aeronaves e viaturas tanto para as equipes de brigadistas quanto para as equipes de bombeiros que atuam nas regiões onde há queimadas.

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui