Como se livrar do agrotóxico

41

sem_agrotoxicoFlávio Natalino Labanca, conhecido como o verdureiro da praça, há mais de 20 anos comercializa suas hortaliças e já adquiriu a confiança de centenas de clientes que diariamente o procuram em seu ponto frente à Prefeitura de Manhuaçu onde todos os dias expõe seus produtos colhidos em horta própria para atender seus fregueses.
Labanca afirma ter orgulho do que faz e sempre pensa que o que não quer para ele não deseja para ninguém, “estou fazendo minha parte sou um produtor consciente, faço meus próprios produtos orgânicos e compartilho com outras pessoas minha experiência para contribuir com um mundo melhor e sonho com o dia em que todos conscientes do mal produzido pelo agrotóxico utilizem produtos totalmente orgânico. sem_agrotoxico_2Já trabalhei em vários lugares na cidade como Ponte de Cimento, Coqueiro, Pedregal, aqui no centro da cidade trabalho há 20 anos, são 37 anos cultivando hortaliças. Tenho horta na AABB, Vila Formosa e estou começando outra produção na Ponte da Aldeia. Tenho fregueses de vários lugares que ao saberem do cuidado com as hortaliças levam verduras e legumes que produzo, são fregueses de BH, Ipanema, Santana do Manhuaçu, Simonésia, Alto Caparaó, Alto Jequitibá, Governador Valadares.”
A senhora Geneide Henrique, moradora do Bairro Sagrada Família, estava comprando verduras e deu algumas dicas: “procuro mais aquelas pessoas que moram aqui na região que se preocupam em produzir verduras e legumes saudáveis. Tenho medo de agrotóxico de provocar um câncer mais tarde, que é o que vem acontecendo na nossa região. É a primeira vez que compro v e r d u r a aqui, mas já ouvi vários elogios a respeito das verduras dele.”

Leia a reportagem completa na página 3 do Jornal das Montanhas edição 61

Fundação Cristiano Varella 728

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui