Minas Gerais leva experiência em gestão ambiental para país africano

194

Uma delegação mineira visita o Senegal, até esta terça-feira (13), para levar a experiência do Estado em gestão ambiental. A gerente de Criação e Implantação de Áreas Protegidas do Instituto Estadual de Florestas (IEF), Mariana Gontijo, faz parte da missão que está, desde o dia 8, na região de Matam. O objetivo é conhecer o trabalho realizado nas reservas de fauna do país africano e apresentar o trabalho desenvolvido em Minas, especialmente na administração de mosaicos de unidades de conservação relacionados com a gestão participativa.

O Senegal está localizado na África Ocidental, é banhado pelo Oceano Atlântico, possui uma área de 196 mil quilômetros quadrados e, aproximadamente, 13 milhões de habitantes. Seu território é dominado por planícies cobertas por savana, onde há grande presença de aves e mamíferos. Dados do governo senegalês indicam que o país possui seis parques e quatro reservas nacionais de conservação da fauna.

Mariana Gontijo explica que a missão irá conhecer as unidades de conservação existentes no Senegal e avaliar como o trabalho realizado no Brasil, com a formação de mosaicos, pode ser aplicado. “Nosso objetivo é conhecer as reservas e a realidade das comunidades envolvidas para escrever conjuntamente um projeto para concorrer a um edital trilateral. Isso é fruto de uma cooperação entre Brasil, França e Senegal”, informa.

 

Mosaicos

 

O mosaico de unidades de conservação reúne diversas categorias de áreas protegidas, públicas ou particulares, localizadas na mesma área geográfica. Tem o objetivo de realizar uma gestão conjunta para potencializar a preservação dos ecossistemas ali existentes.

Atualmente, Minas Gerais abriga dois mosaicos: Áreas Protegidas do Espinhaço: Alto Jequitinhonha – Serra do Cabral possui uma área de abrangência de cerca de 910 mil hectares que se estende por 14 municípios onde estão localizadas 12 unidades de conservação; e o Sertão Veredas – Peruaçu também constituído por 12 unidades distribuídas em 11 municípios das regiões Norte e Noroeste de Minas e no município baiano de Cocos.

A missão brasileira no Senegal é fruto da cooperação entre o Estado de Minas Gerais no Brasil e Nord Pas de Calais, na França, para gestão de áreas protegidas. A delegação reúne ainda representantes da Secretaria de Estado da Casa Civil e de Relações Institucionais (Seccri) e do Ministério das Relações Exteriores do Governo Federal.

 

Agência Minas

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui