México prende 20 suspeitos de integrar cartel Cavaleiros Templários

40

Autoridades do México prenderam hoje (14) 20 suspeitos de integrar o cartel Cavaleiros Templários, na região de Guanajuato, no Centro do país. O procurador-geral de Guanajuato, Carlos Zamarripa, disse que em uma das casas, na qual estavam alguns dos suspeitos, havia um corpo enterrado. Ele disse ainda foram capturadas também muitas armas e drogas, além de vários carros.

Segundo o procurador, há um alerta nas cidades de San Miguel de Allende, Dolores Hidalgo, San Luis de La Paz, San Jose Iturbide, San Felipe e Irapuato. De acordo com ele, o objetivo do alerta é “localizar e desmantelar” todas as células do cartel no Centro do país.

A operação para prender os envolvidos foi comandada pela Secretaria de Segurança Pública e pela polícia estadual, e teve participação de forças federais. As ações começaram há dois dias.

O cartel Cavaleiros Templários era ligado ao grupo La Familia, um dos mais violentos no México, e depois houve a cisão. Há investigações que atribuem ao cartel a responsabilidade pela onda de violência na disputa de forças com outros grupos organizados para o tráfico de drogas e armas.

Ontem (13) o líder do cartel do Golfo, Jorge Eduardo Costilla Sanchez, conhecido como El Coss, foi preso, em Tampico, Tamaulipas, na fronteira com os Estados Unidos, por autoridades mexicanas. El Cross foi apresentado ontem à imprensa pela Secretaria da Marinha do México.

Agencia Brasil

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui