Nível do rio em Cardoso Moreira começa a baixar

141

O nível do Rio Muriaé no município de Cardoso Moreira, norte do Rio de Janeiro, já começou a baixar, mas a cidade ainda tem 90% de sua área alagada, segundo informou hoje (5) o secretário municipal de Defesa Civil, Juarez Noé. Mais de 1,2 mil pessoas estão desalojadas e outras 619 desabrigadas. A cidade tem ao todo 12 mil habitantes.

“O rio já está baixando, mas a situação aqui ainda é crítica. Já está faltando água potável e alimentos. O fluxo na rodovia BR-356 está interrompido e só é possível chegar aqui por um desvio, em uma estrada de chão”, relatou o secretário.

Noé acrescentou que o município recebe hoje (5) a visita do secretário estadual de Defesa Civil, coronel Sérgio Simões, que percorre a região para verificar os estragos causados pelas enchentes e definir estratégias de ação. O município também conta com o reforço de homens do Corpo de Bombeiros do estado.

O comerciante José Fontes de Souza é dono de uma farmácia localizada no centro de Cardoso Moreira. Segundo ele, o negócio é um dos poucos que permanece de portas abertas na região. Mas para chegar até lá, Souza, que mora no município vizinho de Italva, também atingido pelas enchentes, precisa usar um bote.

“Aqui a água só atingiu os fundos, porque a farmácia fica numa parte alta da cidade. Mas por aí está tudo alagado. Só consigo chegar aqui com a ajuda de um bote ou a nado”, afirmou, acrescentando que quase não há movimento desde o início do ano. “A cidade parece fantasma”, disse.

Agência Brasil

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui