Região serrana ainda tem várias estradas interditadas e cidades isoladas

166

Rodovias federais e estaduais que atravessam a região serrana fluminense permanecem com vários trechos interditados ou com trânsito precário em consequência da forte chuva do último dia 12. A estrada em melhor condição é a BR-040, que liga o Rio a Juiz de Fora, em Minas Gerais. A rodovia federal, administrada pela concessionária Concer, opera em meia pista entre os km 34 e 35, no sentido Rio, no município de Três Rios. A reabertura foi possível após a concessionária ter feito uma obra emergencial no trecho da pista que afundou com o temporal.

No sentido Juiz de Fora, que desde o dia 12 funcionou em regime de mão dupla enquanto o sentido contrário estava interditado, o tráfego hoje é normal. Segundo a Concer, em toda a extensão da rodovia não há bloqueios, mas apenas trechos com interdições parciais e de acostamentos.

Situação diferente é a de outra rodovia federal, a BR-116 (Rio-Teresópolis-Além Paraíba). Até Teresópolis, o tráfego é normal no trecho inicial, ainda na Baixada Fluminense, e está sendo feito em meia-pista na subida da serra, na altura do km 100, devido a obras de construção da terceira faixa de tráfego, a cargo da concessionária CRT. Já no trecho Teresópolis-Além Paraíba, a rodovia permanece interditada em ambos os sentidos, devido à queda de barreiras nos km 54 e 65.

Também permanece interditada a BR-495, que liga Teresópolis ao distrito de Itaipava, no município de Petrópolis. Essa interdição interrompeu a ligação, desde o temporal, das duas cidades serranas.

Na malha rodoviária estadual, o número de estradas interditadas é bem maior. O Departamento de Estradas de Rodagem (DER-RJ) está intensificando os trabalhos de remoção de barreiras, limpeza de pistas e recuperação de trechos danificados, mas permanecem bloqueios que praticamente isolaram alguns municípios serranos.

É o caso de São José do Vale do Rio Preto, onde a RJ-134 está interditada desde a entrada do município até a BR-116, devido a várias quedas de barreiras e de duas cabeceiras da ponte logo no início da cidade. Como o acesso a São José se dá a partir do trecho Teresópolis-Além Paraíba da BR-116, a pequena cidade de 20 mil habitantes, uma das mais afetadas pelas fortes chuvas, está isolada.

Outro município praticamente isolado é Bom Jardim, devido à queda de uma ponte no km 102 da RJ-116 (Itaboraí-Nova Friburgo-Macuco) e de queda de barreira na RJ-150, que também liga Friburgo ao município, passando pelo distrito de Amparo. Já o trecho da rodovia entre Itaboraí e Friburgo teve o tráfego liberado na altura do Km 75, em Mury, interditado no sábado (15), por medida de precaução. De acordo com a concessionária Rota 116, em caso de chuva forte o tráfego pode voltar a ser interrompido nesse trecho.

A RJ-148, que liga Nova Friburgo a Carmo, está interditada na altura do Km 29, devido a uma erosão na pista. Homens e equipamentos do estão no local para executar o reparo do trecho, que segundo o DER poderá ser liberado ainda hoje.

A RJ-130, ligação entre os municípios de Teresópolis e Nova Friburgo, está com o trânsito liberado em meia pista, em diversos trechos, devido à queda de inúmeras barreiras e algumas erosões. A passagem deve ser feita com muita atenção, apenas para veículos leves.

Agencia Brasil

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui