Manhuaçu, DIGA SIM A JESUS!

78
Pastor Hélio Volotão

“Assim diz o Senhor: Ponde-vos nos caminhos, e vede, e perguntai pelas veredas antigas, qual é o bom caminho, e andai por ele; e achareis descanso para as vossas almas; mas eles dizem: Não andaremos nele” (Jeremias 6:16).

“Não!” Esta é uma das primeiras palavras aprendidas e pronunciadas por uma criança; isto porque é também a primeira palavra pronunciada pelos seus pais em represália a determinadas atitudes que a criança, em sua tenra idade pratica inconscientemente. Esta palavra fica gravada em seu subconsciente por ser proferidas repetidas vezes aos seus ouvidos durante a formação do seu caráter.

Ao crescer esta criança passa a dizer não para quase tudo que a ela é solicitado. Por exemplo, seus pais dizem: “Meu filho desligue a televisão e vem almoçar”. Ele diz: “Não, daqui a pouco”. “Meu filho escove os dentes.” Ele responde: “Não”. Na escola a professora argumenta: “Fique quieto e copie o dever”: “Não fico e nem copio”, responde ele.

Ao chegar à sua idade adulta aprendeu a dizer não para quase tudo, e acaba dizendo não até para as coisas boas e legítimas desta vida. Os médicos aconselham que as pessoas devam evitar o fumo e bebidas alcoólicas, porque estes têm causado enfermidades variadas e levado muitos a óbito; mas as pessoas dizem: “Não evitaremos”. As autoridades advertem: “Use cintos de segurança e preserve a vida, em caso de acidentes”. Os motoristas retrucam: “Não usaremos”.

Na época do profeta Jeremias o problema também era bastante sério. Tratava – se da questão da obediência a Deus. O conselho de Deus foi: “Ponde – vos nos caminhos, e vede, e perguntai pelas veredas antigas, qual é o bom caminho, e andai por ele; e achareis descansos para as vossas almas…” A reação do povo foi: “Não andaremos nele”; ou seja, não andaremos sob as orientações do Senhor.

Jesus, o filho de Deus, veio a este mundo e ensinou o amor e a humildade, e o povo disse “não!”, e preferiu o ódio; pregou a paz, e a humanidade disse “não!” e preferiu a guerra; trouxe a salvação e a maioria não quis, e optou pela condenação: porque quem rejeita a Jesus rejeita também a sua salvação. “E a condenação é esta: a luz (Jesus) veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas (o pecado) do que a luz, porque as suas obras eram más” (João 3: 19).

A situação atual não é diferente. Hoje em dia virou moda ler, carregar e citar a Bíblia; mas quando o Evangelho é proclamado e o pecador convidado a se arrepender, crer e se comprometer com o Senhor Jesus, a maioria das pessoas dizem: “Não queremos!”.

Você no decorrer da sua vida aprendeu a dizer não. Já disse não para seus pais, para seus professores, para os médicos e para a lei. Ouça o meu conselho: “Não diga não para Jesus. Se você disser não para Jesus Ele também dirá não para você.

Brasil, DIGA SIM A JESUS!
Pr. Helio Cordeiro Volotão

[email protected]

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta para Alzael Rodrigues Coelho Cancelar resposta

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui