Multidão visita o Santuário de Aparecida em Lajinha

83

Nossa Senhora da Conceição Aparecida, popularmente chamada de Nossa Senhora Aparecida, é a padroeira do Brasil. Venerada na Igreja Católica, Nossa Senhora Aparecida é representada por uma pequena imagem de terracota da Virgem Maria, atualmente alojada na Basílica de Nossa Senhora Aparecida, localizada na cidade de Aparecida, em São Paulo.

Sua festa litúrgica é celebrada em 12 de outubro, um feriado nacional no Brasil desde 1980, quando o Papa João Paulo II consagrou a Basílica, que é o quarto santuário mariano mais visitado do mundo, capaz de abrigar até 45.000 fiéis.

O dia 12 de outubro é comemorado em todo o Brasil, o dia da padroeira do Brasil, comemora também neste dia o dia das crianças. O feriado é um dos tradicionais eventos da cidade e muito esperado pelos católicos devotos de Aparecida. O atual prefeito João Rosendo desde sua posse tem declarado que o turismo é uma oportunidade de alavancar o crescimento econômico do município. Recentemente enviou a Câmara Municipal Projeto de Lei 043/2017. Altera a redação da Lei 760/96 de 16/08/1996 e dá outras providências, o trajeto de quase 3 Km recebeu o nome de “Caminho dos Romeiros”, é o preferido pelos devotos que sobem a pé até o alto da Pedra da Baleia, onde

fica o santuário. Segundo o vereador Paulo Cesar os trabalhos já começaram e o Caminho dos Romeiros, será todo asfaltado e receberá outras novidades que estão em estudo para melhorar e incentivar o turismo local.

Neste ano o Santuário de Nossa Senhora Aparecida, no alto da chamada Pedra da Baleia, foi visitado por uma multidão, em todas as missas o local ficou lotado. A primeira missa no santuário de nossa Senhora de Aparecida em Lajinha celebrada pelo padre Marcondes de Durandé, o público superou as expectativas dos organizadores. Para chegar ao alto da pedra, existem dois caminhos, o “Caminho dos Romeiros”, para aqueles que desejam subir a pé e um outro pelo bairro do Itá, para os que vão de carro. Tanto o Caminho dos Romeiros quanto o de carros ficaram lotados o dia todo por visitantes de várias partes da região. O padre Marcondes, lembrou a recente tragédia de Janaúba/ MG e pediu oração para os familiares. Como é costume nas romarias fazerem penitencias seguindo a pé, aqui em Lajinha não é diferente e vários romeiros das cidades vizinha vieram a pé até ao santuário.

A segunda missa foi celebrada às 9h00 pelo Padre Wagner Augusto. A terceira, às 11:30 foi celebrada pelo padre Augustinho e foi dedicada a família dos romeiros e a última missa às 14h00 foi celebrada pelo padre Wagner Augusto de Lajinha.

A programação se estendeu durante todo o dia com as celebrações presididas pelo Padre Wagner Augusto Soares Ferreira e com a benção dos objetos de devoção.

O momento foi de agradecimento para os católicos. No dia da padroeira do Brasil, a liturgia levou os fiéis a refletirem sobre a fé. 

Devair Guimarães Oliveira

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui