Secretário garante que todas as comunidades de Nova Friburgo já começaram a receber donativos

227

Todas as comunidades do município de Nova Friburgo estão sendo atendidas com a entrega de donativos. De acordo com o secretário de Assistência Social da cidade, Carlos Antônio Maduro, com a abertura ontem (17) da RJ-130, rodovia que ficou interditada em diversos trechos devido à queda de barreiras, as equipes formadas por voluntários e integrantes de organismos governamentais e das Forças Armadas conseguiram levar hoje (18) os materiais e mantimentos às poucas localidades que ainda não tinham recebido socorro. Essas comunidades, como a da Prainha, próximas à divisa com o município de Teresópolis, e a de Capitão do Ribeirão, próximo à cidade de Bom Jardim, ficaram isoladas e ainda estão sem água e energia elétrica.

“O acesso ainda está muito difícil e em alguns momentos pensamos que o caminhão iria tombar. Mas conseguimos chegar e foi importante porque essa comunidade continua sem luz e sem água”, afirmou Maduro.

O secretário de Nova Friburgo também destacou que a mobilização da população, que tem enviado várias doações, está sendo fundamental para atender os desabrigados que somam mais de 5 mil pessoas. Os itens de maior necessidade, além de água e de alimentos de preparo rápido, são os produtos de higiene pessoal e de limpeza, além de fraldas descartáveis infantis e geriátricas.

Para garantir a organização dos trabalhos, a prefeitura de Nova Friburgo montou uma central de triagem e distribuição no galpão de uma antiga fábrica, na entrada do município. No local, os voluntários trabalham para separar os produtos e enviar, por meio de caminhões do Exército ou veículos particulares, os kits aos cerca de 40 abrigos espalhados pela cidade. Ao chegar nas unidades de moradia provisória, as doações são entregues aos desabrigados que estão no local e abastecem ainda moradores de comunidades do entorno que também tenham sido atingidos.

Em Teresópolis, a prefeitura também montou uma central de distribuição no Ginásio Poliesportivo Pedro Jahara, conhecido como Pedrão. No local é feito ainda o cadastramento de desabrigados, que somam cerca de 3 mil pessoas. No ginásio também é feita uma triagem e o material é encaminhado aos 26 abrigos.

A prefeitura de Teresópolis informou que entre os produtos de maior necessidade estão alimentos, roupas, cobertores, colchonetes e itens de higiene pessoal, como sabonete, pasta de dentes, fralda descartável e absorvente higiênico.

Agencia Brasil

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui