Vigilância Sanitária inutiliza meia tonelada de produtos impróprios ao consumo

120

A Vigilância Sanitária realizou, na última sexta-feira (26), a inutilização de meia tonelada de produtos apreendidos em estabelecimentos no município de Manhuaçu, durante inspeção dos agentes do órgão. A ação aconteceu na Usina de Compostagem de Resíduos.

 

Durante o trabalho, os agentes detectaram a situação irregular das mercadorias, que estavam com data de validade vencida e sem procedência. Também derivado do leite (queijo) fabricado sem as condições necessárias a garantir segurança para o consumo.

Os alimentos foram inutilizados por um trator. Os produtos foram enterrados para evitar que fossem carregados e consumidos por pessoas, que frequentam o local.

Segundo a coordenadora da Vigilância Sanitária, Ana Paula Amaral Costa Teixeira, os produtos clandestinos, estragados apreendidos nesses últimos meses induzem o consumidor ao engano. Por outro lado, os comerciantes estão conscientes, sobretudo quanto à responsabilidade.

Ela observa também que existe a falta de consciência por parte de pessoas, que tentam colocar produtos para a venda, com total desrespeito às normas legais tem sido constante. As apreensões ocorreram em diversos estabelecimentos no setor urbano e comércios nos distritos.

A inutilização dos produtos foi acompanhada pela coordenadora da Vigilância Sanitária, Ana Paula Amaral, Lorena Gonçalves (Vigilância em Saúde), Romilson Barroso (SAMAL), além dos agentes de Endemias, Alair Ferreira Júnior e Augusto César Amado Rocha.

Também participaram das ações, os agentes da Vigilância Sanitária Pedro Henrique, Luanny Matias, Débora Knupp, Silvério Gomes e Renata Luíza.

AÇÃO EFETIVA DO SETOR

De acordo com Ana Paula Amaral Costa Teixeira, a equipe de fiscalização tem se dedicado às visitas e denúncias. O foco é atender a demanda e evitar que, comerciantes coloquem em risco a vida do consumidor, deixando nas prateleiras produtos nocivos à saúde humana.

“Continuaremos trabalhando na fiscalização dos comércios, orientando e acompanhando o comportamento dos comerciantes, que desrespeitam a norma. Nossa proposta é a promoção e proteção à saúde pública”, relata à coordenadora.

Com informações Ascom SMS

Secretaria de Comunicação Social – Prefeitura de Manhuaçu

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui