Colômbia: ataque a ferrovia paralisa exportação de carvão

166

Um ataque com explosivos no ramal ferroviário da empresa El Cerrejón, no departamento de La Guajira, na Colômbia, paralisou a exportação de carvão, disse ontem (18) o ministro das Minas, Mauricio Cárdenas. El Cerrejón é a maior mina de carvão a céu aberto no mundo e produz 32 milhões de toneladas anuais.

O atentado, supostamente praticado pelas Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), ocorreu a 15 quilômetros da mina, no município de Puerto Bolívar, informou o ministro.

A explosão, segundo comunicado da empresa El Cerrejón, foi registrada à 1h34 local, destruiu 250 metros da ferrovia e levou ao descarrilamento de um dos comboios de carvão, depois de ele ter descarregado no porto de exportação.

Segundo Cárdenas, devido a esse ataque, a Colômbia deixará de exportar 10 mil toneladas diárias de carvão, correspondentes a cerca de 3 milhões de euros.

O diretor de Sustentabilidade da empresa, Julián González, acredita que o atentado poderá paralisar o transporte ferroviário por três dias.

Agência Brasil

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui