Começou hoje a Convenção Nacional Republicana dos Estados Unidos

114

A família de Donald Trump, fará uma forte presença, as aparições do próprio presidente em cada dia do evento e as constantes críticas ao partido democrata serão as chaves da agenda oficial do partido.

Finalmente chegou o dia da Convenção Nacional Republicana.
A organização teve seu drama com as idas e vindas dos locais onde aconteceria o encontro. Originalmente, aconteceria em Charlotte, Carolina do Norte. Mas como o governador Roy Cooper não poderia garantir que até esta data em agosto a situação de saúde como resultado da pandemia seria suficientemente controlada para realizar uma convenção tradicional – isto é, uma convenção massiva – o presidente Donald Trump decidiu mudar parte do discursos em Jacksonville, Flórida.

No entanto, pela mesma razão, também não poderia estar lá. Por fim, a exemplo do que aconteceu na convenção democrata, quase todo o evento, que começou nesta segunda-feira e se estenderá por quatro noites, será realizado virtualmente para tomar cuidados de saúde extremos, embora os organizadores tenham prometido alguma audiência nos discursos das principais figuras

Ainda haverá alguma ação em Charlotte. Cerca de 300 delegados do partido se reuniram na cidade para realizar eventos não televisionados. Durante o dia, diversos grupos – incluindo hispânicos, afro-americanos, prefeitos etc. – se reuniram em eventos online que podem ser vistos em plataformas como YouTube ou Amazon Prime.

Mas o momento mais esperado é entre 9 e 11 da noite, horário do leste dos Estados Unidos. É então que o partido cumpre sua agenda principal, com discursos de suas figuras centrais e veiculações de mensagens e políticas que buscam enfatizar.

O presidente Donald Trump fará aparições todas as noites, ao contrário do que muitas vezes acontece nas convenções tradicionais, onde os candidatos podem oferecer curtas mensagens de agradecimento, mas não aparecem em destaque até seu discurso final. Esta segunda-feira fê-lo com uma mensagem aos delegados presentes, aos quais assegurou que “querem nos roubar as eleições”.

Ao longo das quatro noites, os colaboradores mais próximos do Presidente, familiares e cidadãos comuns vão falar à população. Cada noite terá um tema e a primeira noite será “A Land of Heroes”.

Donald Trump e um de seus conselheiros favoritos: seu genro Jared Kushner (REUTERS / Kevin Lamarque)

A maioria dos grandes discursos acontecerá em Washington DC O presidente e a primeira-dama farão seus principais discursos na Casa Branca (algo que já está gerando polêmica para o uso político do que é, em última análise, habitação pública) e a maior parte dos funcionários eleitos falará no auditório Andrew W. Mellon. 

Na capital do país o número de pessoas será limitado a 50 pessoas devido o problema da pandemia.

A família falará aos eleitores nas quatro noites

A família do presidente terá um papel fundamental. Seus filhos – Ivanka, Eric e Donald Jr e Tiffany (que costuma ser mais discreta), e suas noras, Lara Trump e Kimberly Guilfoyle, têm espaços designados. Outro especial será reservado para seu genro e um de seus principais conselheiros, Jared Kushner.

A ala política já confirmou a participação do secretário de Estado, Mike Pompeo , além de Nikki Haley, Ben Carson, Rudy Giuliani e os senadores Tim Scott, Joni Ernst, Mitch McConnell, Tom Cotton e Marsha Blackburn. Haverá espaço na convenção para ativistas que não necessariamente trabalham para a campanha, como Mark e Patricia McCloskey, residentes de St. Louis que se tornaram nacionalmente conhecidos quando apontaram armas de fogo para os manifestantes nos protestos contra a desigualdade racial que ocorreram no início deste verão. boreal após o assassinato de George Floyd.

Embora os organizadores não tenham confirmado sua presença, Tara Read – a militante do partido Democrata que acusou Joe Biden de agredi-la sexualmente – expressou publicamente seu interesse em falar nesta convenção. O ex-presidente George W. Bush não falará desta vez, nem os ex-candidatos presidenciais, com exceção de Rand Paul e Ben Carson.

Nesta primeira noite, o orador principal será o senador Tim Scott . Amanhã, o discurso mais esperado será o da primeira-dama, Melania Trump , do roseiral da Casa Branca. A terceira noite terá o vice-presidente Mike Pence no horário nobre , fechando na quarta noite com o discurso de aceitação do presidente Trump.

Assista ao vivo
https://www.youtube.com/watch?v=kzNUADSLC24

Fonte: MarketWatch

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui