Forças favoráveis a Khadafi ocupam fronteira da Líbia com a Tunísia

166

Forças que apoiam o presidente da Líbia, Muammar Khadafi, deslocaram-se com armamentos para a fronteira com a Tunísia. Na região, há cerca de 12.500 pessoas que aguardam condições para deixar o país. As informações são do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur).
“A fronteira do lado líbio está neste momento controlada por forças favoráveis ao regime fortemente armadas”, disse a porta-voz do órgão, Melissa Fleming. “Aqueles que conseguiram atravessar a fronteira disseram que os seus telemóveis foram confiscados nas estradas, bem como as máquinas fotográficas.”
Segundo Melissa Fleming, muitos dos imigrantes que tentam ultrapassar a fronteira “têm um ar aterrorizado e não querem falar”. De acordo com a porta-voz, muitas pessoas deixaram a Líbia em condições precárias desde o último dia 15 quando começaram os protestos contra Khadafi.
Pelos dados da Cruz Vermelha tunisiana, cerca de 100 mil pessoas atravessaram a fronteira entre a Tunísia e a Líbia desde 20 de fevereiro. Das 12,5 mil pessoas bloqueadas na fronteira, mais de 10 mil são de Bangladesh.
Países europeus organizaram, na quinta-feira, um esquema para retirar da Tunísia, por via aérea, milhares de egípcios que fugiram da Líbia, a fim de evitar o caos e epidemias.
Ag:Brasil

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui