União Europeia pede reformas democráticas no Egito

155

Os ministros dos Negócios Estrangeiros da União Europeia pediram hoje (31) que sejam feitas reformas democráticas substanciais, que conduzam a eleições livres e justas no Egito.

O pedido foi feito numa declaração aprovada durante reunião em Bruxelas. Os ministros pediram às autoridades egípcias para “lançarem uma transição pacífica através de um governo de união, que conduza a um verdadeiro processo de reformas democráticas substanciais” e que leve a eleições livres e justas.

Estão programadas eleições para este ano no país, governado por Hosni Mubarak, presidente desde 1981. Antes do início da reunião, a Alta Representante da União Europeia para a Política Externa, Catherine Ashton, disse ter pedido, hoje, ao Presidente do Egito, para promover um diálogo pacífico e aberto com a oposição.

Desde a semana passada, o país sofre uma onda de protestos que pedem a renúncia de Mubarak.

Agencia Brasil

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui