Bolsonaro diz que vai abrir caixa-preta de órgãos públicos

17

Guedes critica dirigismo econômico

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que o mercado sofreu intervenções danosas de governos anteriores. E afirmou que o dirigismo econômico corrompeu a política brasileira e travou o crescimento da economia. As declarações foram feitas durante discurso de posse dos novos presidentes do Banco do Brasil, da Caixa e do BNDES.

No discurso, Paulo Guedes afirmou que a liberação de crédito dos bancos públicos brasileiros tem sofrido o que chamou de desvirtuamento.

No início da manhã, pelo Twitter, o presidente Jair Bolsonaro falou em abrir a caixa-preta, não só do BNDES, mas de todos os órgãos do governo. No evento, Bolsonaro afirmou que pretende abrir todos os atos de governo e que não haverá cláusula de confidencialidade de atos passados.

No discurso, Bolsonaro foi claro: não houve qualquer tipo de pressão para que os novos presidentes dos bancos públicos fizessem as indicações para compor suas diretorias.
O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, disse que pretende viajar o país para ouvir as demandas da população. Afirmou também que a parte imobiliária do banco, carro-chefe da Caixa, deverá ser discutida para que haja garantia de crédito para financiamentos.

Joaquim Levy, novo presidente do BNDES, falou em economia aberta e com mais espaço para o setor privado e os mercados de capital; e Rubem Novaes, do Banco do Brasil, falou em transparência da administração.

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui