Menino de 11 anos morre baleado por policial no ES

173
Quebra-quebra em Ibatiba ES
Quebra-quebra em Ibatiba ES

População revoltada entrou em confronto com a polícia em Ibatiba ES.
Moradores queimaram ônibus e apedrejaram viaturas.

Houve quebra-quebra e a polícia reagiu com tiros. O policial que atirou no menino está preso e o inquérito foi aberto para investigar o caso. Nos confrontos em Ibatiba, 13 pessoas foram detidas.

Um menino de 11 anos morreu após ser baleado dentro de uma loja de doces em Ibatiba (ES), na madrugada de sexta-feira (30). A criança foi atingida por um tiro disparado por um policial militar.

Segundo a polícia, o dono da loja de doces ligou para a PM e disse que o estabelecimento estava sendo assaltado. O garoto estava acompanhado pelo irmão, de 14 anos.

Segundo a polícia, a participação de outras pessoas no assalto estão sendo investigadas. O policial acusado de atirar no menino está preso, e a arma dele foi apreendida.

Inquérito

199973-4aecb731a22c5Segundo Tolentino, a Corregedoria da Polícia Militar vai abrir inquérito para apurar a atuação do policial que atirou no menino Romário. “O corregedor vai, inclusive, solicitar acompanhamento do Ministério Público nessa questão”, destacou. “A PM lamenta o ocorrido. O fato está sendo apurado dentro dos limites legais”.

Conforme o comandante, os atos de vandalismo foram causados por pessoas de fora da cidade, e atingiram dois bancos, duas lojas e o pelotão local “da pacata cidade de Ibatiba e sua população ordeira” como classificou o lugar. Doze pessoas foram detidas, e algumas delas estão sendo ouvidas na delegacia de Venda Nova do Imigrante, município vizinho à Ibatiba.

Durante o tiroteio desta sexta-feira, três pessoas foram atingidas e tiveram lesões nas pernas, mas foram levadas ao hospital e estão fora de risco, ainda de acordo com Tolentino. A perícia da Polícia Civil está chegando ao local para realizar os procedimentos

Confrontos

Na madrugada deste sábado (31), quando o corpo chegou ao velório, os moradores de Ibatiba ficaram revoltados.

Houve confronto entre moradores e polícia. A população cercou a delegacia e apedrejou viaturas. Ônibus foram queimados e lojas ficaram danificadas.

O irmão do garoto morto, que estava com ele na loja de doces, chegou a ser detido por atos de vandalismo, mas foi liberado após a presença do pai.

Ao meio-dia deste sábado, horário em que deveria ocorrer o enterro do menino, familiares fizeram uma manifestação na BR-262, que corta o município. A polícia disparou bombas de efeito moral para dispersar os manifestantes.

O garoto foi enterrado no início da tarde.

Fonte: TV Gazeta  Gazeta online

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui