Polícia prende homem que matou presidente da câmara

172
dr-getulio
Delegado Getúlio Vargas de Manhuaçu

Uma ação das policiais civis de Belo Horizonte, Manhuaçu e Itatiba, com cooperação de policiais militares de Itatiba, inclusive equipes da Força Tática, resultou na prisão de Gilmar Fernandes Praça, 28, acusado de matar com cinco tiros o vereador e presidente da Câmara Municipal do município de São João do Manhuaçu, Américo Gonçalves Courradesqui.

Um serviço de inteligência foi formado por policiais civis de Manhuaçu e do Departamento de Homicídios da Polícia Civil de Belo Horizonte. Após dias de investigações, eles descobriram que o acusado do homicídio, estaria morando em uma residência na Rua Jundiaí, centro de Itatiba-SP. “Após o crime o acusado fugiu, e assim que o nosso trabalho mostrou que ele estava no município, nos deslocamos para cá com uma equipe formada por dois delegados e quatro investigadores, de Manhuaçu e Belo Horizonte, para cumprir o mandado de prisão contra Gilmar”, disse o delegado de Manhuaçu, Getúlio Vargas de Lacerda.

policiais_spAs polícias de Manhuaçu e Belo Horizonte chegaram em Itatiba no sábado, e após o contato com policiais civis e militares da cidade, eles se deslocaram no domingo por volta das 13h30 até a residência de número 871, na Rua Jundiaí, onde o acusado estaria morando. “Descobrimos que ele estava na casa de um amigo e também estaria trabalhando em Itatiba como servente de pedreiro”, afirmou Getúlio.

AÇÃO

De acordo com o Delegado Getúlio, no momento em que chegaram à residência para prender Gilmar, estava acontecendo um churrasco e devido a isso havia um grande número de pessoas. Todo o local foi cercado, e assim que adentraram ao imóvel, o acusado tentou fugir pelos fundos e acabou sendo detido. Em busca na residência, os policiais militares de Itatiba localizaram um revólver calibre 38 municiado com cinco cartuchos intactos, que estava enrolado em uma toalha.

matador_de_aluguel
Matador de Aluguel

Diante dos fatos, o acusado recebeu voz de prisão e foi encaminhado ao Pronto-Socorro da Santa Casa onde passou por exame de corpo de delito em seguida foi levado ao plantão da Polícia Civil na DP Central. Após ser ouvido pelos policiais de Minas, o acusado ficou detido na Cadeia Pública de Itatiba e no início da tarde do dia 30 foi encaminhado para Manhuaçu.

O Presidente da Câmara de São João do Manhuaçu foi baleado em frente a sua residência, no dia 5 de julho sendo atingido nas costas e cabeça. Três testemunhas presenciaram quando um indivíduo chegou em uma motocicleta e efetuou os disparos contra Courradesqui, que morreu na hora. Segundo elas, Gilmar, conhecido como Gil Pé de Bicho teria atirado contra o vereador. “Mesmo com a prisão de Gilmar, nosso trabalho continua, pois há suspeitas que o crime tenha sido encomendado”, destacou o delegado.

 

Fonte: Jornal de Itatiba

1 COMENTÁRIO

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui