Trágico balanço de Carnaval nas BRs

146

Pelos menos 29 pessoas perderam a vida nas estradas de Minas Gerais

Perto de Realeza BR-116 em Manhuaçu, um veículo em que estavam uma senhora de 75 anos e duas netas, uma de 6 e outra de 17 anos, morreram em conseqüência do acidente.

Nas rodovias federais de Minas, seis pessoas morreram ontem em três acidentes o que fez subir de 23 para 29 o número de mortos desde a última sexta-feira, início do feriado de Carnaval.  Do total contabilizado as BRs respondem por 21 mortes do total. O balanço oficial será divulgado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) amanhã.

O número é preocupante se comparado ao mesmo período do ano passado, quando foram registradas 29 mortes nas rodovias federais e outras 16 nas estaduais. “Esse ano o Carnaval sem chuva estimulou a saída de mais pessoas”, disse a inspetora da PRF, Fabrizia Nicolai. Ainda segundo a polícia, 60 mil veículos deixaram a capital nesse feriado.

Veículo em que estavam uma idosa de 75 anos e duas netas, de 6 e 17 anos, mortas na batida. BR-116 em Manhuaçu Foto Jaílton Pereira / Portal Caparaó

Ontem, três pessoas morreram em uma batida envolvendo uma carreta e um Corsa, na BR-116, em Manhuaçu, na Zona da Mata. Conforme a PRF, a motorista do carro tentou ultrapassar a carreta em local proibido, na altura do KM 603, e bateu na lateral do veículo, caindo em uma ribanceira de 12 m. Maria da Conceição Martins, 75, uma criança de 6 anos e uma adolescente de 17 anos que estavam no banco traseiro do Corsa morreram na hora.

A BR-381 também foi palco de tragédias. Por volta das 20h, uma pessoa morreu e outras três ficaram feridas em um acidente no KM 625, próximo a Oliveira, na região Central do Estado. O motorista de um carro perdeu o controle e capotou, saindo da pista.

Ainda na rodovia, um motociclista morreu após ser atingido por uma carreta na altura do KM 415, em Nova União, na região Central. Segundo os bombeiros, o condutor da moto, Sérgio de Freitas, 59, foi arremessado para fora da pista com o impacto da batida. O trecho ficou interditado por quatro horas.

No Triângulo Mineiro, outro grave acidente envolvendo um caminhão e uma carreta deixou uma pessoa morta e outra ferida, na BR-364. O acidente aconteceu depois que o motorista do caminhão, Rodrigues Pereira, 51, perdeu o controle da direção e não conseguiu desviar da carreta, que vinha no sentido contrário. O motorista da carreta, Joaquim Ribeiro Pinto, 62, morreu na hora.

Em Nova Lima, na região metropolitana, um motorista de 63 anos embriagado atingiu uma motocicleta na AMG-150. O acidente aconteceu em um local conhecido como “Curva do Cavalo”, depois que o motorista invadiu a contramão e bateu de frente com a moto. O motociclista Manuel Messias, 24, e um adolescente de 16 anos, que estava na garupa da moto, ficaram feridos.  O motorista foi preso por embriaguez.

RETORNO LENTO

Ontem as estradas ficaram com grande movimento.
Motoristas que optaram por voltar mais cedo da folia encontraram ontem o trânsito movimentado nas principais rodovias em Minas. Na BR–381, no trecho entre Belo Horizonte e João Monlevade, na região Central do Estado, o congestionamento no início da noite foi de 10 km, no sentido da capital.

Também na BR–381, próximo ao KM 495, quem chegava de São Paulo enfrentou lentidão de 6 km, no viaduto das Américas em Betim, na região metropolitana da capital. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o trânsito lento foi devido ao estreitamento de pista no trecho.

Segundo a polícia, na BR–040, sentido Rio/BH, o trânsito era tranquilo até o início da noite de ontem. A expectativa é que o tráfego fique mais intenso durante todo o dia de hoje.

Nas estradas, o fluxo de veículos começou a crescer no início da tarde. Conforme a Polícia Militar Rodoviária (PMRv), a MG–010 registrou trânsito intenso devido ao excesso de veículos na rodovia entre Lagoa Santa, na região metropolitana, e a capital.

No Anel Rodoviário, que chegou a registrar 12 km de congestionamento no início do feriado, nenhuma retenção foi registrada ontem. O trecho do viaduto São Francisco continua com tráfego em meia pista.

Fonte  O Tempo

 

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui