Associação de policiais afirma que PMs não precisam se subordinar aos governadores

56

A carta publicada pela Associação dos Militares Estaduais do Brasil diz que, em caso de ruptura institucional, as polícias militares automaticamente vão seguir o Exército. O texto também destaca que as PMs são instituições de Estado, e que, por isso, não podem ser empregadas de forma disfuncional por nenhum governador. Discussão ocorre depois que um comandante da PM paulista foi

Policiais militares do estado de São Paulo. (Foto: Diogo Moreira/A2 FOTOGRAFIA/Flickr Governo do Estado de SP)

afastado por convocar manifestações a favor de Jair Bolsonaro

CONTEÚDO RELACIONADO

Conversa de Política – Sérgio Abranches

Atos da PM contra o STF: ‘esse tipo de ação só cabe num contexto não democrático’

Sérgio Abranches vê como gravíssima as manifestações de policiais a favor do governo e analisa: ‘foi o que Chaves fez com as milícias na Venezuela, foi o que Hitler fez na Alemanha com o SA’. Ele também fala sobre a reunião dos governadores.Viva Voz – Vera Magalhães

Politização das PMs ‘tem potencial muito explosivo’

Policiais militares do estado de São Paulo. (Foto: Diogo Moreira/A2 FOTOGRAFIA/Flickr Governo do Estado de SP)

Após um comandante da PM-SP ser afastado por convocar manifestações em defesa de Bolsonaro, Vera Magalhães avalia que politização das polícias militares preocupa. Para a comentarista, a infiltração da ideologia bolsonarista nas PMs está avançando e tem potencial para gerar desordem. ‘Em países onde vimos as democracias ruírem, essa infiltração nas Forças Armadas e polícias foi um dos estopins’, afirma Vera.

Matéria publicada pela CBN – https://cbn.globoradio.globo.com/media/audio/350912/associacao-de-policiais-afirma-que-pms-nao-precisa.htm

 

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui