Brasil pede reunião extraordinária do Conselho de Segurança da ONU

157

  Brasilia - O embaixador Gonçalo de Barros Carvalho e Mello Mourão, diretor do Departamento para a América Central e Caribe, fala à imprensa sobre o presidente deposto de Honduras, Manuel Zelaya      José Cruz/ABr
Brasilia - O embaixador Gonçalo de Barros Carvalho e Mello Mourão, diretor do Departamento para a América Central e Caribe, fala à imprensa sobre o presidente deposto de Honduras, Manuel Zelaya José Cruz/ABr
Brasília – A delegação brasileira na Organização das Nações Unidas (ONU) enviou uma carta à presidência rotativa da ONU, exercida atualmente pelos Estados Unidos, solicitando uma reunião extraordinária do Conselho de Segurança para discutir a segurança da Embaixada do Brasil em Tegucigalpa e do presidente deposto de Honduras, Manuel Zelaya.

A carta foi encaminhada pela chefe da delegação, Maria Luiza Viotti, depois de uma reunião da missão brasileira, em Nova York, com a participação do ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim.

Para a delegação brasileira, o Conselho de Segurança tem condições de fazer algo efetivo para garantir a segurança da embaixada, onde está abrigado Manuel Zelaya.

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui