Câmara de Manhuaçu realiza encontro de Capacitação

110

Neste dia 14, a Câmara Municipal de Manhuaçu recebeu o Encontro de Capacitação, Poder Legislativo. O evento foi palestrado pelo Professor Ludovikus Moreira, O Legislativo Municipal no Fortalecimento do Estado Democrático
e pelo Professor Rafael Olivé, Planejamento, Orçamento e Fiscalização de Políticas Públicas.

Toninho Gama Presidente da Câmara de manhuaçu
Toninho Gama Presidente da Câmara Municipal de manhuaçu

“Os palestrantes vieram nos ensinar a respeito da atuação do vereador, do papel do vereador dentro do estado democrático de direito e depois também as leis que geram o orçamento dos municípios nos anos. Foram duas palestras muito proveitosas onde pudemos estar recebendo vereadores de toda a região. Essa atualização se faz necessária para vereadores que estão no seu primeiro mandato e para vereadores que já tem alguma experiência e querem aprimorar seu conhecimento. Nós tivemos aqui cerca de 80 pessoas participando do evento mais de 70 delas eram vereadores representando 19 municípios, 18 deles de Minas Gerais e representando o Espírito Santo compareceram alguns representantes de Venda Nova do Imigrante. Os vereadores da região estão mostrando muito interesse em aprimorar seus conhecimentos, uma vez que o vereador é o agente político que está mais perto do povo. Encontros como esse são importantes para que possamos estar trocando experiências com colegas de outras câmaras municipais e estar assim melhorando nossa gestão.” Concluiu o Presidente da Câmara Municipal de Manhuaçu.

Professor diz que sociedade está mal informada

Rafael Olivé professor da Escola do Legislativo da Assembléia do estado de Minas Gerais
Rafael Olivé professor da Escola do Legislativo da Assembléia do estado de Minas Gerais

“É fundamental que o vereador entenda seu papel. O papel que se espera de um vereador não é o papel que a população espera de um vereador, a sociedade hoje infelizmente está muito mal informada sobre o papel de atuação de um vereador, existem pessoas que pedem a um vereador para pagar suas contas de luz, não é esse o papel do vereador, estou aqui hoje para orientar os vereadores para que não cometam esses erros tão comuns, informar o que ele pode fazer e o que não pode, quais são os limites de sua atuação. Na verdade quando a pessoa entra na política e age dessa maneira ela não está agindo de má fé, mas não é esse o melhor meio para se atuar, por isso o vereador deve manter-se informado sobre a causa pela qual ele realmente está ocupando esse cargo, existem normas básicas para ele agir no dia a dia de sua liderança e também a população deve ter essa consciência e saber o que ela realmente pode cobrar do vereador.” Salientou Rafael Olivé professor da Escola do Legislativo da Assembléia do estado de Minas Gerais.
Toda opinião deve ser respeitada, mas não é esta a opinião de muitos, não devemos jogar a culpa nos eleitores, quem tem o poder para mudar o jogo são os políticos e o exemplo deve vir de cima, a sociedade ainda erra muito na hora de escolher seus representantes, hoje os vereadores em sua maioria não fazem seu papel para o qual foram eleitos e o que vemos hoje é a imprensa tendo de denunciar fatos que os legisladores não fazem seu dever fiscalizador, veja o caso do Senado, se não fosse a imprensa o povo continuaria sendo secretamente expoliado. Não concordo com tudo que disse o professor, que é funcionário legislativo, o debate seria interessante se fosse aberto para a sociedade?

Professor diz que os políticos desaprenderam com ditadura

ludovikus-moreira-tambem-professor-da-escola-do-legislativo-da-assembleia-do-estado-de-minas-gerais
Ludovikus Moreira professor da Escola do Legislativo da Assembléia do estado de Minas Gerais.

“Nós vivemos algum tempo de ditadura e desaprendemos a política, ficamos com medo de praticar a política, chegamos num momento em que temos que ter coragem mesmo, pois todo político deve ter coragem, porque quando ele fiscaliza não é inimigo de ninguém, mas amigo do cidadão, amigo do bem público, ele está fiscalizando para que o cidadão tenha acesso aos serviços públicos, para que o cidadão não seja privado de nada, logo o vereador tem que fiscalizar o executivo, esse é o papel do legislador e do legislativo.” Concluiu Ludovikus Moreira também professor da Escola do Legislativo da Assembléia do estado de Minas Gerais.
Quantos anos um cidadão aprende a fazer o bem, pois política é a arte de fazer o bem, acho que está na hora dos professores e políticos mudarem o discurso, ou será que vão ficar a vida toda dando desculpas dizendo que os erros vêm do passado, acredito que o tempo já foi suficiente para aprender que legislar é um ato de fazer leis para beneficiar o povo. O Brasil está cheio de políticos idosos que viveram a democracia antes e depois. A arte de fazer o bem é simples essa não podemos culpar os anos de ditadura, os argumentos usados e propagado era: A democracia é o governo do povo, pelo povo, para o povo. Depois da ditadura passaram pela presidência Sarney, Collor, Itamar Franco, Fernando Henrique (8 anos) e Lula (8 anos).

Vereadores presentes a reunião
Vereadores presentes a reunião

vereadores-de-manhuacu

Por Devair Guimarães e Vitor Hugo

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui